segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Sabão Preto Africano (African Black Soap)


No nosso continente temos ingredientes tão ricos e o Sabão Preto Africano é um deles! Os sabões comuns dos supermercados podem ser bastante agressivos, mas este sabão é totalmente natural e composto apenas por plantas nativas que fazem muito mais do que limpar, continua a ler este post para descobrires todos os seus benefícios...

O que é o Sabão Preto Africano?
É tradicionalmente feito à mão em África. Pode ter o nome de sabão anago ou alata simena (do Gana) ou ose dudu (da Nigéria). Hoje em dia existem várias versões do sabão preto africano disponíveis no mercado, feitas com diversos ingredientes, mas os seus ingredientes principais do sabão tradicional são a manteiga de karité, as cinzas de palma ou casca da árvore de karité, casca de banana-pão e a casca de cacau. Estes ingredientes são secados ao sol e posteriormente assados em fornos de barro antes de serem moídos, misturados com óleos como o óleo de coco, óleo de palma e óleo de palmiste e transformados em sabão. Isto tudo produz uma espuma cinza que dará a cor escura ao sabão, uma cor assim acastanhada que é a original do sabão preto africano. O sabão posteriormente fica a repousar por 2 semanas até estar pronto a utilizar.

Benefícios:
  • Propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias - pela presença das cascas de banana-pão, das cascas do cacau, do óleo de palma e da manteiga de karité.
  • Limpa totalmente pele - devido à presença do ácido laurico no óleo de palmiste e no óleo de coco é criada uma espuma natural totalmente anti-microbial. 
  • Remove o excesso de oleosidade da pele - tem um pH equilibrado e as propriedades dos seus ingredientes constituintes ajudam a controlar a oleosidade excessiva da pele.
  • Shampoo clarificador natural para o couro cabeludo e cabelo - usar demasiadas vezes shampoo normal com sulfatos agride o couro cabeludo deixando-o escamado, sensível e até com caspa. O sabão preto africano pode servir como um shampoo clarificador natural que limpa a fundo tanto a pele como o couro cabeludo hidratando-os ao mesmo tempo.  
  • Estimula o crescimento do cabelo - os ingredientes naturais que este sabão tem possuem propriedades estimulantes de crescimento do cabelo. 
  • Esfolia gentilmente a pele - o sabão preto africano é totalmente orgânico, é um sabão que não foi processado, está no seu estado natural, por isso pode conter pequenas partículas muito finas do seu processo de criação que irão esfoliar gentilmente a pele.
  • Previne e combate o acne - a presença do ácido laurico e de outras propriedades do óleo de palma e óleo de coco, ajudam a combater o acne. O óleo de coco equilibra o pH da pele e o óleo de palma previne e cura borbulhas e feridas causadas pelo acne. E com todas estas propriedades anti-inflamatórias é criada uma barreira que prende a hidratação dentro da pele.
  • Reduz linhas e rugas - as cascas do cacau e da banana-pão são riquíssimas em antioxidantes que ajudam a combater os danos dos radicais livres que contribuem para os sinais físicos do envelhecimento.
  • Iguala o tom de pele e clareia as manchas - a hiperpigmentação da pele que pode ser causada pelos danos do sol, acne ou outras inflamações. A tirosinase é uma enzima que ajuda a regular a melanina, se ela não estiver a funcionar devidamente pode resultar em manchas escuras à volta dos olhos ou outras descolorações da pele. Estudos mostram que as cascas do cacau podem inibir a tirosinase resultando num clareamento das manchas. E tem ainda a capacidade de absorver naturalmente os raios UV oferecendo alguma protecção solar.
  • Acalma irritações da pele (queimaduras ao barbear, erupções cutâneas e eczema) - o sabão preto africano está enriquecido de propriedades anti-inflamatórias e ingredientes nutritivos como o óleo de coco, manteiga de karité e óleo de palma que hidratam profundamente ao mesmo tempo que curam os problemas de eczema.
  • Minimiza as estrias - a manteiga de karité presente no sabão repara o tecido da pele e aumenta a produção do colagénio. E os ácidos gordos do óleo de palmiste, óleo de palma, e óleo de coco ajudam na regeneração das células da pele. 
  • Tem protecção contra os raios UV - devido à presença da manteiga de karité e das cascas do cacau.
  • Desentope os poros - as suas propriedades de limpeza profunda permitem deixar os poros completamente livres.
  • Trata problemas fúngicos da pele - os seus ingredientes têm propriedades antifúngicas e antibacterianas. 
  • Cura os pêlos encravados.

Como lavar o cabelo com o Sabão Preto Africano?
Se estás farto(a) de usar shampoos porque sentes que te agridem muito o couro cabeludo, experimenta lavar o cabelo com este sabão que é totalmente natural.
1ª Sugestão:
Esfregar o sabão nas mãos e quando formar uma espuma, lavar o cabelo normalmente com essa espuma como se fosse um shampoo. Mas existem outras formas mais eficazes, lê a seguir...
2ª Sugestão:
Cortar um pequeno pedaço do sabão e colocar numa embalagem com aplicador, encher a garrafa com água quente (não a ferver, apenas quente!). O sabão irá dissolver-se na água. Opcionalmente podes adicionar um pouco de alguns óleos como o óleo de jojoba ou óleo de argan ou outros óleos essenciais como o óleo de tea tree ou o óleo de alecrim ou óleo de hortelã-pimenta.

Deixo-te aqui um vídeo da Whitney (Naptural85) a fazer um DIY shampoo com este maravilhoso sabão:



Como saber qual é o sabão verdadeiro?
O sabão preto africano tradicional é completamente natural livre de ingredientes químicos ou fragrâncias e tem uma cor castanha, pode ser castanho claro ou castanho mais escuro, mas nunca preto!
É suave, macio e dissolve-se facilmente na água e não mancha a pele nem a roupa.

Onde comprar?
Na loja física ou online deste Blog - http://assimdomeujeito.com/

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Evento de Cosmética - In Beauty 2017

Para quem gosta de cosmética, beleza e moda vai adorar este evento! Lê o resto do post para saberes do que se trata...

Entre os dias 21 e 23 de Outubro (sim, já neste fim-de-semana!!), vai haver um dos maiores eventos de cosmética e beleza de sempre (cabelo, estética e unhas) no Meo Arena (Parque das Nações)!
Esta feira de cosmética vai ter muitos descontos e atividades. Vão estar lá as melhores empresas de cosmética como a Haskell, NYX, Embelleze, Real Natura, L'Oreal, Inocos, etc.! Brutal, não é?

Mas as novidades não ficam por aqui! Por ser blogger, recebi dois convites VIP para oferecer aos melhores seguidores do meu Blog para virem comigo no dia 21 ao evento!


Como só tenho dois convites vou sortear uma pessoa para ir acompanhada com o seu amigo ou amiga. Este sorteio vai realizar-se na página do Facebook: Cabelos Africanos.
O sorteio consiste apenas em fazer tag de um amigo/a para ir ao evento, fazer gosto na página do Blog e na página da loja Assim do Meu Jeito e partilhar o post de forma pública. No final vou sortear uma pessoa que respondeu corretamente às questões.
O sorteio termina no dia 19 de Outubro às 22h00! Clica aqui para participares.

Apressa-te, só tens dois dias! :)

Mais informações sobre o evento na página In Beauty.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Produtos Naturais, Orgânicos, Biológicos, Veganos, Cruelty-free...como distinguir?


Hoje em dia os termos usados para rotular os produtos cosméticos são tantos que acabamos por nos confundir ou nem saber ao certo ao que se referem e nem o que estamos a comprar.
Para te ajudar melhor a distinguir entre produtos naturais e orgânicos...e saber quando são veganos e cruelty-free, trouxe-te este post...

Natural:
Um produto é considerado natural quando contém ingredientes que têm origens naturais e não sintéticas. Ingredientes sintéticos são produzidos e manipulados em laboratório e não são encontrados na natureza.
Os produtos naturais normalmente não contêm ingredientes como petrochemicals (petroquímicos), parabens (parabenos), sodium lauryl and laureth sulfates (sulfatos), phthalates, synthetic dyes/synthetic colors (tintas e cores sintéticas).
Porém, o termo "natural" rotulado num produto não é regulamentado! Qualquer marca pode estampar "natural" nos seus rótulos mesmo que o produto em questão esteja cheio de ingredientes tóxicos ou tenha ingredientes naturais que foram posteriormente processados e alterados (GMO).
A melhor forma de descobrires se um produto é natural ou não é leres com atenção a sua lista de ingredientes!
Mas ao leres os ingredientes pode te fazer um bocado de confusão alguns termos científicos de ingredientes naturais que podem dar a sensação serem sintéticos, como por exemplo, Sodium chloride  (cloreto de sódio) que é apenas sal, ou citric acid (ácido cítrico) que é um componente encontrado em limões e em outros frutos cítricos, ou sodium cocoate que é apenas óleo de coco, entre outros...

Alguns exemplos de ingredientes sintéticos são:
  • Parabens (ethyl, methyl, propyl, & butyl)
  • Synthetic fragrance
  • Synthetic colors
  • PEGs (Polyethylene Glycol)
  • Formaldehyde
  • Butylated hydroxyanisole or Butylated hydroxytoluene            
  • Petroleum or petrolatum
  • Coal tar
  • DEA (Diethanolamine) e TEA (Triethanolamine)         
  • Urea (Diazolidinyl or Imidazolidynl urea)
  • DMDM Hydantoin
  • Phthalates
  • Propylene Glycol
  • PVP
  • PVC
  • Sodium Lauryl/Laureth Sulfate         
  • Tetrasodium/Disodium EDTA    
  • Triclosan
  • Chlorphenesin
  • Methylchloroisothiazolinone
  • Methylisothiazolinone
  • Hydroquinone
  • ...
Orgânicos:
A principal diferença entre os produtos naturais e os orgânicos é que os produtos orgânicos têm normas rigorosas em relação à pureza dos ingredientes e têm que ser obrigatoriamente regulamentados por uma organização que os controla.
Para um produto ser orgânico não pode ter pesticidas sintéticos, herbicidas sintéticos, fertilizantes (petroleum fertilizers ou sewage sludge fertilizers), ou o uso de antibióticos ou hormonas de crescimento, e não pode ser um organismo geneticamente modificado (GMO - genetically modified organism).
O processo de cultivação das fontes orgânicas para a derivação dos ingredientes deve ser ecológico e não deve poluir o meio ambiente. A embalagem deve também ser ecológica, isto é, usar materiais recicláveis.
Os ingredientes, como a manteiga de karité e o óleo de tea tree, por exemplo, são colhidos de forma natural, o que significa que têm origens no seu habitat natural historicamente antigo e são então colhidos de acordo com um processo ecológico de não perturbar e/ou destruir o seu habitat natural.

Os produtos cosméticos rotulados como naturais ou orgânicos podem ser bastante enganosos.
Um produto com pouca percentagem de ingredientes naturais pode continuar a ser rotulado como sendo "natural". Mas para rotular um produto como sendo orgânico, as marcas têm que ter o seu produto organicamente certificado pela USDA ou outra organização. Um produto só é declarado orgânico se tiver 95% ou mais de ingredientes orgânicos (esta percentagem varia de organização para organização). Produtos com uma composição orgânica equivalente a 70% ou mais podem ser rotulados como sendo "Feitos com Ingredientes Orgânicos". Ou seja, produtos que alegam ser feitos com ingredientes orgânicos podem continuar a conter 30% de ingredientes sintéticos prejudiciais!
Os produtos que tenham 95% ou mais de ingredientes organicamente certificados são rotulados como "orgânico" e os produtos que tenham 100% de ingredientes orgânicos são rotulados com "100% orgânico".
Existem ainda outras organizações de certificações, como a Ecocert e NSF, que criam as suas próprias regras às quais as marcas têm de cumprir.

Biológicos:
Um produto biológico é o equivalente a ser orgânico. Um produto só é rotulado como sendo organicamente certificado, mas podemos descrevê-lo como sendo biológico. Se um produto apenas tiver escrito no rótulo que é biológico sem nenhuma certificação, não há garantias que seja totalmente genuíno!
Segundo a USDA heis a definição de orgânico:
“A labeling term that indicates that the food or other agricultural product has been produced through approved methods. These methods integrate cultural, biological, and mechanical practices that foster cycling of resources, promote ecological balance, and conserve biodiversity. Synthetic fertilizers, sewage sludge, irradiation, and genetic engineering may not be used.”

Veganos:
Vegano é o termo usado para descrever os cosméticos livres de produtos animais. As marcas de cosméticos veganos são também cruelty-free, mas é possível que um produto vegano possa ser composto por conservantes sintéticos como o methyl- e propylparaben, e portanto não ser "natural".

Alguns ingredientes derivados de animais (não-veganos) encontrados em cosméticos:
  • Amino Acids
  • Arachidonic Acid
  • Arachidyl Proprionate
  • Beeswax. Honeycomb
  • Biotin. 
  • Carotene. Provitamin A. Beta Carotene.
  • Casein. Caseinate. Sodium Caseinate.
  • Castor. Castoreum.
  • Cetyl Alcohol.
  • Cetyl Palmitate.
  • Cholesterin.
  • Cholesterol.
  • Collagen.
  • Colors. Dyes (tintas).
  • Cysteine, L-Form.
  • Dexpanthenol.
  • Diglycerides.
  • Dimethyl Stearamine.
  • Egg Protein (Proteína de Ovo).
  • Elastin.
  • Fatty Acids.
  • Gel. Gelatin.
  • Glycerin. Glycerol. Glycerides. Glyceryls. Glycreth-26. Polyglycerol (Alternativa: vegetable glycerin)
  • Guanine. Pearl Essence.
  • Honey (Mel).
  • Hyaluronic Acid.
  • Hydrocortisone.
  • Hydrolyzed Animal Protein.
  • Isopropyl Lanolate. Isopropyl Myristate. Isopropyl Palmitate.
  • Keratin.
  • Lactic Acid. Lactose.
  • Lanolin. Lanolin Acids. Lanolin Alcohol. Wool Fat. Wool Wax.
  • Linoleic Acid.
  • Milk Protein.
  • Mink Oil.
  • Monoglycerides. Glycerides. 
  • Musk (Oil).
  • Myristic Acid. 
  • Nucleic Acids.
  • Ocenol. Octyl Dodecanol.
  • Oleic Acid.
  • Palmitate. Palmitic Acid. Palmitamine. Palmitamide.
  • Panthenol. Dexpanthenol. Vitamin B-Complex Factor. Provitamin B-5.
  • Panthenyl.
  • Placenta. Placenta Polypeptides Protein. Afterbirth.
  • Polyglycerol.
  • Polypeptides.
  • Polysorbates.
  • Pristane.
  • Progesterone.
  • Provitamin A. Provitamin B-5. Provitamin D-2.
  • Retinol.
  • Silk. Silk Powder.
  • Spermaceti. Cetyl Palmitate. Sperm Oil.
  • Stearic Acid. Stearamide. Stearamine. Stearates.
  • Stearyl Alcohol. Stearyl Betaine. Stearyl Caprylate. Stearyl Caprylate.
  • Tallow. Tallow Fatty Alcohol. Stearic Acid.
  • Tyrosine.
  • Urea. Carbamide.
  • Uric Acid.
  • Vitamin A.
  • Vitamin B-Complex Factor. Vitamin B Factor. Vitamin B12.
  • Vitamin D. Ergocalciferol. Vitamin D2. Ergosterol. Provitamin D2. Calciferol. Vitamin D3.
  • Vitamin H.
  • Wax (cera).
  • Whey.
  • Wool Fat. Wool Wax.
  • Etc...
A lista que fiz foi para os ingredientes derivados de animais mais comuns em cosméticos. Mas existem mais que podes encontrar aqui neste site.

Cruelty-free:
Produtos que sejam cruelty-free, aqueles que não são testados em animais, não são necessariamente veganos, orgânicos, ou naturais.
Existem inúmeras marcas de cosmética que são cruelty-free, mas os seus produtos têm muitos ingredientes sintéticos.
Uma boa forma de ver que produtos existem que são cruelty-free é verificares no rótulo se tem um símbolo de um coelhinho ou então visitar o site Leaping Bunny que contém uma lista sempre atualizada de marcas que não testam em animais.

Recapitulando...
Um ingrediente orgânico é sempre natural. E os produtos veganos são cruelty-free.



sábado, 9 de setembro de 2017

10 Técnicas Para Finalizar e Definir Caracóis e Coils dos Cabelos Africanos


No post de hoje trago-te 10 técnicas distintas para definir os caracóis e coils.
  • Fitagem Tradicional
Este tipo de finalização já é bem conhecida por muitos. 
A sua principal vantagem é controlar o volume e eliminar o frizz, além disso proporciona uma ótima definição aos caracóis. 
É muito boa para quem tem os tipos de cabelo 3B, 3C e 4A. Também pode resultar nos cabelos 4B e 4C, mas existem técnicas melhores para estes dois tipos.
Para quem gosta de volume, talvez não vá gostar muito deste tipo de fitagem. Se és desse tipo de pessoas, então dá uma espreitadela na fitagem desconstruída.
Outro senão, é que a fitagem tradicional não funciona bem nos cabelos pouco volumosos e densos (vê aqui o que é a densidade do cabelo).
Na fitagem o habitual é usar um leave-in ou creme de pentear, um gel (opcional) e um óleo no final. 
Se ainda não conheces esta técnica, aqui estão todos os passos:
  1. Depois de lavar o cabelo normalmente com shampoo e condicionador põe um pouco do leave-in ou creme de pentear no cabelo todo. Há quem costume usar um óleo antes do creme.
  2. Divide o cabelo em 4 ou 5 secções, deixa uma das secções soltas e prende as outras com uma mola/gancho (começa por baixo para ser mais fácil).
  3. Vai aplicando o creme e com os dedos vai penteando uma mecha dessa secção. 
  4. Penteia sucessivas vezes até que a mecha fique bem hidratada. Se for necessário vai aplicando mais creme assim que vais penteando com os dedos.
  5. Depois vai amassando a mecha em direcção à raiz para ajudar os caracóis a definirem-se ainda mais.
  6. Repete o processo anterior para as restantes secções. Se o cabelo das outras secções começar a secar, vai usando um borrifador com água para humedecer. 
  7. No final passa um óleo natural para que a hidratação não desapareça.
  8. Deixa secar naturalmente ou usa um difusor (se não tiveres um difusor lê o final deste post).


  • Fitagem Estruturada (Shingling Method)
Há cabelos que não resultam bem com a fitagem tradicional... se o teu cabelo é um desses, então experimenta a fitagem estruturada ou método shingling
Os efeitos deste tipo de fitagem duram mais tempo no cabelo do que a tradicional, o frizz desaparece por completo e os caracóis ficam bem mais definidos, porém é também mais trabalhosa.
Mas esse trabalho compensa, porque poupas nos próximos dias! Não precisas de te preocupar muito a remediar o cabelo no day-after.
  1. Depois de lavares o cabelo, aplica o leave-in ou creme de pentear.
  2. Divide o cabelo em 4 ou 5 secções, deixa uma das secções soltas e prende as outras com uma mola/gancho (começa por baixo para ser mais fácil).
  3. Mistura o creme ou leave-in com um gel. (Opcional)
  4. Da secção solta, tira uma pequenina mecha de cabelo (grossura de um chopstick (pauzinhos chineses)), e vai passando a mistura do creme com o gel nessa pequena mecha.
  5. Faz movimentos repetidos com os dedos da raiz às pontas da mecha de forma a absorver muito bem os produtos.
  6. Depois vai amolgando a mecha em direcção à raiz para ajudar os caracóis a definirem-se ainda mais. Ou se quiseres faz a técnica finger coils (dedoliss) (explicada mais à frente) para ficarem caracóis super perfeitos.
  7. Repete o processo anterior para as restantes secções. Se o cabelo das outras secções começar a secar, vai usando um borrifador com água para humedecer. 
  8. No final passa um óleo natural para que a hidratação não desapareça.
  9. Deixa secar naturalmente ou usa um difusor (se não tiveres um difusor lê o final deste post).



  • Fitagem Desconstruída (para ter mais volume)
Esta fitagem foi inventada pela Maressa do Blog Cacheia, e já é bem diferente das duas anteriores, e é também mais rápida!
Se gostas de cabelo com volume e pouco encolhido, então este é o tipo de fitagem que te aconselho para ficares com caracóis definidos e alongados e com um super volume!

Esta técnica difere das outras fitagens nestes pontos:
  • Não dividir o cabelo em secções! Aplicar o leave-in ou creme de pentear em mechas grandes usando o mesmo movimento da fitagem tradicional, mas neste caso pentear com os dedos bem afastados para que os fios de cabelo fiquem mais soltos. Enquanto se aplica o creme na mecha o resto do cabelo permanece solto!
  • É importante não aplicar grandes quantidades de creme!
  • Aplicar o creme e gel apenas no comprimento e nas pontas, evitando a aplicação na raiz!
  • Depois do cabelo secar, aí sim dividir o cabelo em algumas secções e ir penteandosomente a raiz de cada secção com um pente garfo (de preferência com dentes de metal) para dar mais volume.



  • Finger Coils (Dedoliss)
A técnica finger coils deixa os caracóis e coils mais definidos e menos frisados. Além disso, o efeito dura vários dias, podendo até mesmo durar uma semana! E há cabelos que permanecem com o efeito mesmo depois de lavar!
É uma técnica que resulta muito bem em todos os tipos de cabelos africanos, até mesmo no cabelo 4C!
Em contrapartida, dedoliss demora mais tempo a fazer do que as técnicas de fitagem. Dependendo da densidade de cada cabelo, pode levar quase 1 hora a fazer. Além disso, reduz bastante o volume.

Se fizeste o Big Chop há pouco tempo, tens o cabelo curto e não consegues fazer finger coils, vê mais abaixo a técnica da esponja twists.

  1. Fazer todo o processo igual ao da fitagem estruturada.
  2. Na parte em que se tira mecha pequenas na secção solta, além de passar da raiz às pontas a mistura do creme com o gel, enrola-se também a mecha à volta do dedo como se fosse um modelador (vê o vídeo abaixo a exemplificar melhor).
  3. Finalizar o processo passando um óleo natural especialmente nas pontas para a hidratação não desaparecer.



  • Plopping
Plopping é uma técnica de secagem, definição dos caracóis e eliminação do frizz. 
Se tens preguiça de fazer as técnicas de fitagem e finger coils, o método plopping pode ser uma boa opção para ti. Mas pode também ser um método complementar à fitagem se preferires!
É ideal para fazer nos dias mais frios para ajudar a secar o cabelo sem deixá-lo ressequido e frisado.
Nesta técnica usa-se uma t-shirt de algodão ou uma toalha de microfibra.

  1. Depois de lavar o cabelo, usa os teus produtos de finalização. Se quiseres faz a fitagem tradicional ou estruturada. 
  2. Retira o excesso de água amolgando o cabelo com a t-shirt ou toalha de microfibra.
  3. Estende uma t-shirt de algodão em cima da cama e coloca todo o teu cabelo em cima da t-shirt.
  4. Enrola os dois lados da t-shirt como se estivesses a enrolar um rebuçado.
  5. Prende as duas pontas da t-shirt de forma a formar uma touca.
  6. Permanece assim durante 20-30 minutos. 
  7. Depois de retirar a t-shirt, não toques muito no cabelo até que seque completamente.




  • Rake and shake
A técnica Rake and Shake foi criada pela Ouidad, fundadora da marca de produtos Ouidad. 
Basicamente, significa esticar e sacudir o cabelo. Esticar é passar com os dedos nas mechas de cabelo com o leave-in ou creme mais um gel como é feito na fitagem tradicional, mas antes de soltares a mecha, já com os dedos nas pontas do cabelo abana-se um pouco a mecha para se formarem os caracóis. Essa sacudidela faz os fios "desprenderem-se" da raiz e ganharem mais volume. Além disso, como os fios ficam mais soltos o cabelo acaba por secar mais rápido também!



  • Método LOC (ou LCO)
Quem acha que o método LOC é só para hidratar, engana-se! O método LOC com os produtos certos pode sim definir os caracóis e coils!
Se não gostas de usar gel por não gostares de sentir aquele efeito durinho nos fios, então este método é o ideal para ti! 
Só precisas de:
  • Leave-in ou creme de pentear mais aguado
  • Óleo natural
  • Um bom creme espesso ativador de caracóis 
Aplica os produtos anteriores pela ordem apresentada. Se quiseres podes aplicá-los usando uma das técnicas da fitagem para obteres melhores resultados. 
Se o método LOC não resulta no teu cabelo, experimenta o método LCO.




  • Scrunching (SOTC - Scrunch out the crunch)
Esta técnica é muito básica e acho que já todos conhecem. Scrunching consiste em apertar/amassar os fios na pontas em direcção à raiz de forma a criar caracóis. 
Mas depois existe a técnica chamada SOTC muito conhecida por quem tem os cabelos tipo 2B, 2C, 3A e 3B. Mas é uma técnica que pode ser também usada noutros tipos de cabelo (3C, 4A, 4B e 4C)! 
O método Scrunch Out The Crunch consiste em tirar aquele aspecto duro e crocante que o gel deixa no cabelo, e que geralmente ninguém gosta porque o cabelo perde movimento e não fica nada natural.
  1. Depois de lavares o cabelo e finalizares com o leave-in ou creme e um óleo, usa um gel.
  2. Deixa o cabelo secar totalmente, e não mexas nele durante esta fase! É importante que seque a 100%... se o cabelo estiver nem que seja um pouco húmido, já não vai ficar bem e pode ficar frisado!
  3. Já com o cabelo seco, pega numa t-shirt de algodão e cuidadosamente vai apertando os caracóis/coils contra a raiz (vê o vídeo abaixo para perceberes melhor).



  • Esponja Twists
Para quem fez o Big Chop recentemente e tem o cabelo bem curtinho, mas gostava de ter caracóis ou coils bem definidos, a melhor forma de defini-los é usar uma esponja twists. 
O efeito da esponja fica muito parecido ao dedoliss. Como o cabelo está curto, não há comprimento suficiente para enrolar no dedo, então usa-se uma esponja!
Mas a técnica de definição com a esponja só resulta mesmo nesses cabelos curtos. São uns privilegiados! Além disso, é um método bem mais rápido que o dedoliss! Ficas com caracóis em apenas alguns segundos.
Vê o vídeo para aprenderes como se faz...




  • Twist Outs / Braid Outs / Bantu Knot Outs / Flexi Rods / Perm Rods / Curl Formers
Estes métodos para finalizar já são conhecidos aqui no Blog. São maravilhosos para quem tem os cabelos tipo 4A, 4B e 4C, mas podem também servir para outros tipos de cabelo!
Se ainda não estás a par, clica aqui ou aqui para saberes mais.


Não tenho um secador com difusor o que faço?
Se o teu secador não tem um difusor, não há problema! Usa um escorredor/peneira para improvisar!
Vê o vídeo de exemplo...

Mensagens antigas Página inicial