domingo, 28 de junho de 2015

50 Factos Sobre Mim


É raro fazer posts a falar sobre mim...hoje chegou o dia e decidi dedicar este post a "cusquices" sobre mim mesma. Aqui vão elas...

50 Factos sobre mim:
1. Adoro doces (chocolates, gomas, bolachas com chocolate e mais chocolate *.*)
2. Não gosto de beber sem comer e vice-versa, faz-me impressão.
3. Não gosto muito de álcool (bebo apenas em convívios).
4. Não tenho o hábito de beber água (agora já consegui ganhar o hábito, mas ainda acontece por vezes esquecer-me de beber! Lol)
5. Adoro ver séries! Podia ver a toda a hora!!!
6. Prefiro mil vezes ficar em casa a jogar ou a ver filmes com amigos do que saídas à noite! Sou bastante caseira.
7. Em média saio à noite umas 5 vezes por ano e se não é muito!
8. Sou muito persistente e determinada!
9. Amo dormir!! (Acho que é das coisas que mais amo neste Mundo hahah)
10. Não suporto desonestidade!
11. Adoro aprender!
12. Fascinam-me a ciência e as novas tecnologias.
13. Adoro ver documentários!
14. Amo ajudar as pessoas de espontânea vontade, é das melhores sensações que se pode sentir!
15. Uma das minhas maiores alegrias é ver as pessoas que gosto felizes!
16. Já pratiquei 4 desportos diferentes: ginástica rítmica, ginástica de trampolim, natação e ténis.
17. Ganhei 7 medalhas de natação, uma delas de melhor nadadora do ano, e ganhei uma de atletismo também.
18. Sou pééééssima a decorar nomes de pessoas!
19. Não fumo e detesto o cheiro a tabaco!
20. Amo viajar, principalmente para países com culturas muito dispersas da minha!
21. Sou bastanteeee distraída! Posso passar mesmo ao lado da minha melhor amiga e não reparar nela lol.
22. Sou muito organizada com as coisas do meu quarto e noto quase sempre quando alguém mexe (apesar de ser distraída com quase tudo o resto lol).
23. Sou um pouco esquisita com as minhas coisas e não gosto que as usem sem que me peçam.
24. Adoro imensas coisas que levam frutos vermelhos (chás, limonadas, sangrias, sobremesas, compotas, etc.)
25. O acessório de roupa que mais amo são malas. Amo, amo!
26. Encaro os problemas dos outros como meus problemas, e maior parte das vezes mesmo inconscientemente, mexem com o meu bem estar.
27. Por vezes não demonstro a minha felicidade por não ser muito expressiva, no entanto lá dentro morro de alegria!
28. Odeio insectos, tenho medo e nojo deles...todos eles... até mesmo borboletas que a maioria acha a fofura!
29. Adoro pessoas com sentido de humor e que levam a vida na descontra.
30. Considero-me boa ouvinte e boa conselheira.
31. Adoro picles de pepino do McDonald's!
32. Um país e uma cidade que mais amei visitar: Cuba e Barcelona.
33. Se não durmo bem não consigo sequer disfarçar o meu mau humor. (A minha mãe diz que sou uma leoa quando não dorme e uma anjinha quando dorme bem lol)
34. Sofro maior parte das vezes por ansiedade.
35. I overthink things too much!
36. Não gosto de Snapchat, aliás acho estúpido maior parte dos snaps que vejo as pessoas a fazerem!
37. Sou calma e também impulsiva (confuso, certo? Yeah, I know...)
38. Não ligo a futebol.
39. Não tenho tatuagens nem tenciono fazer.
40. Tenho apenas um piercing no umbigo, além dos meus 5 furos nas orelhas.
41. Sou fascinada pelo meu tom de pele, tanto a cor como a sua uniformidade.
42. Posso alimentar-me o dia todo só com cereais e bolachas.
43. Sou daquelas pessoas que quando não tem cereais ou bolachas em casa, acha que vai morrer à fome.
44. Sou muitoooo preguiçosa!
45. Tenho medo das alturas e de andar de avião.
46. Sou um pouco hipocondríaca.
47. Um dos meus sonhos é poder ter uma casa e decorá-la toda ao meu estilo.
48. Um dos meus jogos favoritos é o GTA.
49. As minhas lojas preferidas são a Aldo e a Blanco.
50. Bow Wow, Ja Rule e Jennifer Lopez são os 3 cantores que me deixavam louca no meu tempo de juventude (Yeah I'm kinda old now lol). Eu era suuuuper fã desses 3, até chorava por eles! Hahah

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Dicas para o dia-a-dia do cabelo

Deixo-te aqui algumas dicas maravilhosas para o cabelo :)


  • Shampoo Bomba de Cebola
A cebola como é rica em enxofre, tem vários benefícios para o cabelo, entre eles: tratar a caspa, é antifúngica e antibacteriana, activa a circulação sanguínea no couro cabeludo, acelera o crescimento dos fios, diminui a queda, fortifica o cabelo e alivia a irritação e comichão no couro cabeludo.
Já deves ter ouvido falar do famoso shampoo bomba de cebola, é bastante conhecido no Brasil. Mas se nunca ouviste falar não te procupes, explico-te tudo já já...
É muito fácil de fazer, só precisas de...
- Um shampoo sem sulfato de 200ml ou 300ml
- Uma cebola média/grande
Cortas a cebola em pequenos pedaços e colocas os pedacinhos todos num frasco maior que 200 ou 300ml e depois juntas para lá o teu shampoo sem sulfato. Esperas 15 dias para poderes começar a usá-lo. 
A receita que descrevi acima é a mais conhecida mas eu fiz de uma forma um pouco diferente:
Com duas garrafas de plástico de 100ml da Primark e uma cebola pequena/média fiz o shampoo bomba. Desta forma não me permite gastar todo o shampoo que tenho, assim só uso um pouco e sempre que quiser lavar com o shampoo sem a cebola tenho ainda algum que reste. E como tenho o shampoo ORS HAIRepair Invigorating e o Creme of Nature Argan Oil Moisture & Shine, fiz com os dois shampoos um em cada embalagem de 100ml. 
Ainda não consigo contar os resultados porque só o fiz na semana passada. 


  • ACV Rinse para eliminar a caspa
O vinagre de maçã é um óptimo remédio para eliminar a caspa! É um dos melhores remédios naturais para este problema. E tem um pH muito idêntico ao pH do nosso cabelo, daí ser tão bom!
Numa garrafa de 1 Litro de água mistura 75ml de vinagre de maçã (cerca de 5 colheres de sopa). Depois de lavares o cabelo com o shampoo e condicionador faz o enxaguamento final com esta mistura.
Podes ler mais sobre os benefícios do vinagre para o cabelo neste post.


  • Misturar vinagre e uma máscara hidratante
Além dos benefícios do ACV Rinse (enxaguamento com vinagre de maçã), outro tratamento espectacular é mistura do vinagre de maçã e uma máscara hidratante. A receita é a seguinte, num recipiente mistura 2 ou 3 colheres de chá de uma máscara hidratante que tenhas e 1 colher de chá de vinagre de maçã. Opcionalmente, podes também acrescentar um óleo natural que gostes.
O vinagre de maçã com a máscara vão ajudar a selar as cutículas dos fios e irão ficar mais macios, maleáveis e brilhantes.


  • Mistura de ORS Hair Mayonnaise + JBCO + Óleo de coco

Este é o meu tratamento preferido de nutrição! Misturo 3 colheres de chá da máscara ORS Hair Mayonnaise, 1 colher do JBCO e mais outra de óleo de coco. O resultado é um cabelo tão hidratadooo, macio, sedoso, apetecível de tocar! Adoro!


  • Não remover completamente o condicionador
Um bom truque para ter o cabelo macio durante dias e dias é deixar um bocado de condicionador no cabelo durante a lavagem. 
Por acaso já me tinham dito há muito tempo este truque, mas tinha sempre a tendência de passar com o chuveiro até que o condicionador saísse todo... fazia-me impressão ter que deixar restos de condicionador no cabelo... Contudo, ultimamente tenho deixado um pouco do condicionador e o meu cabelo anda tão macio! Mesmo depois de 3 dias ainda continua com a mesma maciez! O condicionador que uso é o da Herbal Essences Sensuously Smooth, é amaziiing!


  • Tónico natural de alho
Como já tinha falado neste post, o alho é um excelente tratamento para a queda de cabelo, além disso estimula o crescimento dos fios e fortifica a raiz. 
Para fazeres este tónico 100% natural de alho só precisas destes ingredientes:
- 6 dentes de alho
- Jamaican Black Castor Oil (promove o crescimento do cabelo, ajuda a fortalecer, engrossa os fios, torna o cabelo mais cheio)
- Azeita Extra-virgem (aumenta a elasticidade dos fios, amacia, promove o crescimento do cabelo, dá brilho)
Corta os 6 dentes de alho aos pedacinhos, numa garrafa de 100ml (pode ser uma daquelas da Primark) junta tudo lá para dentro, acrescenta cerca de 25ml de JBCO (equivale a um pouco menos de 2 colheres de sopa) e 75ml de azeite extra-virgem. É necessário esperar pelo menos 24h até poderes começar a usar.
O modo de utilização é muito simples... coloca a embalagem em banho-maria e depois de aquecida aplica bem o tónico no couro cabeludo ao mesmo tempo que massajas. Se quiseres também podes usar o tónico no comprimento dos fios. Coloca uma touca de alumínio/plástico e deixa actuar durante 1h ou 2h, ou se preferires durante a noite. A seguir lava o cabelo normalmente com um shampoo e máscara ou condicionador. 
Faz este tratamento 2 ou 3 vezes por semana. 
É preferível usar um tónico natural do que aqueles já feitos vendidos nas lojas. O cabelo gosta de tudo o que seja o mais natural possível!

domingo, 14 de junho de 2015

Unhas de Gel

Descansando um pouco o tema sobre cabelos, hoje venho falar das unhas de gel.
Por curiosidade, no ano passado, comecei a fazer verniz de gel. Não como objectivo de emprego, mas apenas como passatempo... faço a mim mesma e às vezes à minha mãe também. Há bem pouco tempo aprendi a fazer também unhas de gel e é o que tenho sempre feito até então.

Decidi começar a fazer verniz de gel e posteriormente unhas de gel, porque já estava cansada de estar constantemente a pintar as unhas com verniz normal todas as semanas! Adoro ver as unhas bem arranjadas, mas o facto é que sou uma pessoa bastante preguiçosa e por isso desleixava-me um bocado nesse aspecto... E algo que odeio é ter que esperar uma eternidade até que o verniz seque, oh gosh, não há paciência! Ainda cheguei a comprar uns spray secantes, mas mesmo assim gastavam-se num ápice!
Se há cada vez mais pessoas a fazerem verniz de gel ou mesmo unhas de gel, porque não eu tentar também?! E foi com esse espírito que me aventurei!
Nunca tive intenções de gastar muito dinheiro, muito menos meter-me em formações para aprender... Não sou tão fanática por unhas como sou com o meu cabelo e além disso adoro descobrir e aprender tudo por mim própria, pesquisar, investigar, and so on...



As fotos acima foram tiradas hoje. Fiz unhas de gel e a cor é do verniz de gel Andreia 201.

Como comecei?


O forno UV foi a primeira coisa que comprei. Comprei-o a 20€ no eBay e como vêem na foto vem com ficha inglesa...não foi engano, tive mesmo intenções de o comprar assim...porque como vem da China as fichas inglesas são mais seguras do que as fichas europeias que eles fazem... para eu não correr riscos prefiro a ficha inglesa e depois usar um adaptador. O forno já veio com as lâmpadas incluídas... uso-o todos os meses já quase há um ano e ainda não se fundiram. Existem já uns fornos LED bastante em conta, e apesar de serem melhores preferi ainda não comprar porque já li algures que nem todos os vernizes curam com luzes LED.
Para proteger as mãos das radiações UV aplico antes um protector solar e uso estas luvas.

Os outros dois materiais que comprei foram os vernizes base e top coat (base e brilho em português penso eu).
Um à parte... tudo o que aprendi foi maioritariamente em sites ou vídeos em inglês e há pouco tempo quando andei a pesquisar em sites portugueses, li vários termos e nomes tão estranhos que senti-me perdida lol.
Bem, mas como estava a dizer, a base e o top coat que comprei foram os da marca Gelish By Harmony que é uma das melhores marcas de verniz de gel que existem (a Shellac também é muito boa!).
Porém, inicialmente comprei uma base e top coat da marca Sina/Lina, era a mais barata, mas é mesmo muito péssiiimaaaa!! O verniz de gel não dura nada com essa base e top coat, e além disso o top coat não deixa brilho nenhum! Depois disso lá pesquisei e vi excelentes comentários sobre a Gelish.
Para um verniz custa dar-me muito dinheiro por ser algo tão pequeno que não me enche o olho... mas pronto lá teve que ser... O kit base + top coat da Gelish custou à volta dos 30€ e também foi comprado no eBay. Ter um bom verniz base e top coat faz mesmo toda a diferença!!! O verniz de cor pode até não ser lá grande coisa mas se a base e o top coat forem muito bons, vais ter unhas que duram um longooo tempooo!
Da marca Gelish também comprei um structure gel que serve para fortalecer e reparar as unhas. Uso-o antes de aplicar o gel construtor.
Vendo bem, até compensam esses vernizes porque já tenho há quase um ano, já os utilizei não só em mim todos os meses como com em mais algumas amigas e primas, mesmo assim ainda não se acabaram!
Um bom vendedor dos vernizes Gelish no eBay é este aqui.

O gel construtor foi comprado também no eBay e é daquela marca Sina/Lina que disse que era péssima... E realmente a base e o top coat são péssimos, no entanto o gel construtor é muito bom! Nunca experimentei outro, mas até agora este tem me dado os resultados que pretendo! Custou-me 1€. Podes comprar neste vendedor, é fiável.

Quanto aos vernizes de gel de cor, tenho várias marcas... A marca Gelpolish (imitação da Gelish) comprei no eBay, posso dizer que tive sorte com alguns vernizes em que a cor é consistente e o verniz dura, e tive azar com outras cores em que o verniz é bastante aguado... Comprei-os neste vendedor do eBay. Os vernizes vêm de Hong Kong e a entrega demora uma eternidade -.-'
Os meus preferidos até agora são os da marca Andreia, no entanto a Gelpolish tem uma maior diversidade de cores! Os vernizes de gel da Andreia costumo comprar nas lojas Diamantino Viegas. São duradouros e as cores que tenho têm uma consistência viscosa.
Também tenho um da marca Inocos (marca patrocinada pela Pipoca Mais Doce) que é verde-azulado muito lindo! Adoro esse verniz, tem um tom brilhante diferente do resto!

Em relação aos restantes produtos, uso limas da O.P.I. 100/180, que são mais rugosas, para limar as unhas de gel. E tenho outras limas da Primark, menos rugosas, que limo as minhas unhas naturais sem o gel, e são maravilhosas!
O cleanser e o removedor de verniz de gel também são da marca Andreia, comprados na Diamantino Viegas. São óptimos!
Os restantes acessórios encontram-se facilmente à venda nas lojas/armazéns chinesas. No Martim Moniz há várias lojas a venderem coisinhas girinhas para as unhas a preços em conta.
Outro pormenor... os pads de limpar as unhas, prefiro os mais grossos/duplos porque limpam melhor sem deixar restos de algodão nas unhas e acabam por ser mais económicos também.

Ahhh e já me esquecia de dizer que o óleo para as cutículas não o compro, faço o meu próprio! Nada melhor do que usar um óleo 100% natural para as cutículas. Os óleos que uso para o cabelo também são os meus óleos para as unhas, 2 em 1 fantastic!
Misturo um pouco de óleo de coco, óleo de jojoba, azeite extra-virgem, óleo de semente de uvas e óleo de tea tree (este último óleo que citei é anti-fúngico e anti-bacteriano, mesmo muito bom!). O óleo de jojoba e vitamina E também são óptimos para as cutículas!
Clica aqui para veres uma receita de óleo para as cutículas.

Existem milhares de produtos e acessórios, mas este é o meu kit básico. Ainda não tive necessidade de ter mais e só com este kit consigo ter o tipo de unhas que gosto.
Não quis comprar aqueles kits que vendem já feitos porque acabam por ser mais caros do que os produtos que escolhi comprar individualmente, e não só, como pude escolher os materiais e marcas dos vernizes que gosto.

Mesmo que se gaste algum dinheiro no inicio para comprar todo o material que se necessita, ao fim de um tempo acaba por compensar os 10 ou 20€ mensais que se gasta lá fora a fazer verniz e unhas de gel!
Aprendi os truques todos com amigas, e com o Youtube essencialmente, mas a perfeição vem mesmo com a prática e com o tempo... vai-se aprendendo a fazer melhor com os erros...
Estou bastante satisfeita porque agora fico um mês sem me preocupar com as unhas, para mim é um grande alívio! Odeio todo o processo e a demora que leva a fazer as unhas de gel, por vezes não tenho a mínima paciência...no entanto compensa, já que não me dão chatices todas as semanas!

Exemplo de um bom site que ensina a fazer unhas de gel: unhasdegel.co.pt
E aqui ajuda a fazer verniz de gel: lojacrazyfor.com
O site lojacrazyfor que mencionei acima é português, também vendem vários acessórios, vernizes de gel, entre outros... e fazem entregas com correio azul, registado ou pode-se levantar na loja.

Deixo aqui alguns vídeos que me ajudaram:
Verniz de Gel:
00:37 - Aplica-se o verniz base coat (base) e vai ao forno UV durante 1min. (LED 30seg.)
01:14 - Aplica-se o verniz de gel de cor, vai ao forno UV durante 2min. (LED 30seg.) e volta-se a aplicar outra camada de verniz de gel de cor e vai mais uma vez ao forno UV durante 2min. (LED 30seg.).
02:24 - Aplica-se o top coat e vai ao forno UV durante 2min. (LED 30seg.).
02:44 - Limpa-se as unhas com um pad e o cleanser.
02:49 - Põe-se o óleo para as cutículas.


É muito parecido ao vídeo anterior.

Remover o verniz de gel:
00:48 - Com uma lima remove-se a camada brilhante (do top coat).
01:13 - Embebeda-se o algodão com acetona 100% pura ou com removedor de verniz de gel. Embrulham-se os dedos com algodão embebido e um bocado de folha de alumínio.
01:41 - Deixa-se estar durante 10 a 20 minutos.
01:54 - Tiram-se os bocados de folha de alumínio e algodão dos dedos.
02:20 - Com o 'empurra cutículas' tira-se o resto do verniz de gel que ficou.
02:53 - Se não ficar tudo removido, volta-se a embrulhar os dedos com o algodão e os bocados de folha de alumínio.
03:05 - Lima-se as unhas gentilmente, lava-se as mãos, aplica-se um verniz endurecedor e óleo para as cutículas.

Unhas de Gel:
Com tip (extensão):
00:40 - Escolhe-se o tip apropriado para cada unha.
01:05 - Lima-se um pouco o tip para criar a forma adequada à unha.
03:17 - Cola-se o tip à unha de baixo para cima, e segura-se durante cerca de 10seg. para ficar completamente colado.
04:44 - Corta-se os tips com uma guilhotina ou tesoura (é preferível uma guilhotina!)
05:36 - Lima-se um pouco o tip para ficar ao mesmo nível que a unha.

Extensões feitas com gel:

Remover as Unhas de Gel:


sexta-feira, 12 de junho de 2015

Como voltar a ter o cabelo natural?


Apesar de cada vez mais se ver as pessoas a voltarem a usar o cabelo natural afro, ainda existe muita informação incorrecta sobre o cabelo africano a circular por aí.

Há muitas pessoas que mostram vontade em voltar a usar o cabelo natural, mas por falta de informação sentem-se perdidas e não sabem como fazê-lo. Se és uma dessas pessoas, estás no sítio certo! Vou ajudar-te!

Tenho o cabelo desfrisado, como posso voltar ao natural?
  • Lavar o cabelo desfrisado muitas vezes com água
  • Esperar alguns meses para o desfriso desaparecer
  • Usar um produto específico que remova o desfriso do cabelo
  • Usar tranças para o cabelo desfrisado ficar natural
Nenhum dos "métodos" que escrevi anteriormente estão correctos! São simplesmente mitos! Se os ouves por aí, ignora-os porque não funcionam de jeito nenhum! 
Em primeiro lugar, o desfriso não desaparece! Assim que desfrisas o cabelo vai ficar liso para SEMPRE! Não há nenhum produto mágico, nenhuma fórmula cor-de-rosa que remova o desfrisante...esquece essa ideia! E também não te aconselho a esperar até que o desfriso saia, vais te cansar... como já disse o desfriso não sai, dura para sempre! O químico do desfrisante altera a estrutura do fio de cabelo e não há nenhuma maneira que o faça voltar ao que era antes.

As únicas hipóteses que existem para voltar a ter o cabelo natural são as seguintes:
  • Big Chop
  • Transição
Big Chop - como o nome indica, é o método mais radical. Consiste em cortares o comprimento todo do cabelo que foi desfrisado e só deixares a parte natural (a que vulgarmente chamamos de raiz).

Transição - Significa esperares que o cabelo natural cresça até um tamanho que aches aceitável para depois cortares as pontas desfrisadas (lisas).


Big Chop
Se estás a pensar em fazer o Big Chop, o primeiro passo é arranjar uma tesoura própria para cortar o cabelo. Não cortes com uma tesoura normal de papel, podes correr o risco de ficar com as pontas espigadas! Uma boa marca é a Tweezerman, podes encontrar à venda no eBay. 

Segundo passo: fazer o Big Chop!


Terceiro passo: Depois de já teres o Big Chop feito, agora só te falta criar um regime semanal. Clica aqui para aprenderes a cuidar do cabelo natural.


Transição
Se optaste pelo processo de transição, chegou a hora de dizeres bye bye às caixas de desfrisantes. 
Aponta num calendário a data que começaste a transição e cria já o teu regime semanal apropriado a esta nova fase do teu cabelo. Para veres detalhadamente como cuidar do teu cabelo nesta nova etapa, clica aqui.
Um conselho: todos os meses ou de dois em dois meses vai cortando 1cm ou 2cm das pontas e quando deres conta as partes desfrisadas já se foram todas embora.

Como evitar a queda de cabelo durante a transição?
  • Evita o calor - O calor excessivo danifica as proteínas naturais do cabelo e consequentemente altera a textura natural, por isso evita usar utensílios quentes como os alisadores/chapinhas, secadores, ou mesmo a exposição ao Sol durante muito tempo sem nenhuma protecção! 
  • Aposta em penteados que não exijam muitos cuidados - As tranças são uma boa aposta! Se fizeres tranças não precisas de te preocupar em cuidar do cabelo todos os dias. Se não gostares de tranças podes, por exemplo, fazer Bantu Knots Out, Twist Outs, etc. Mas nem penses em alisar o cabelo, no way!
  • Penteia o cabelo gentilmente - No fio de cabelo, a zona de delimitação entre a parte natural e a parte desfrisada é muito sensível e frágil. Portanto, penteia o cabelo apenas com pentes de dentes bem largos ou a Tangle Teezer ou mesmo se te der jeito só com os dedos é o suficiente. 
  • Deep Conditioning (Tratamentos com Máscaras) - A parte desfrisada do teu cabelo precisa de muitas proteínas para compensar as proteínas que foram eliminadas pelos químicos do desfrisante. Trata de fazer tratamentos proteicos quinzenalmente e para equilibrar o uso de proteínas faz tratamentos com máscaras hidratantes também quinzenalmente. (Se te sentes perdida em relação a isto dos tratamentos com proteínas e hidratação, clica aqui.)
  • Paciência e dedicação - Estas são as palavras-chave para combater a queda do cabelo causada pela transição! Cuidar de duas texturas completamente diferentes não é mesmo nada uma tarefa fácil! Não te assustes se te deparares com imensa queda de cabelo enquanto estás em transição, porque é mesmo normalíssimo...aquela zona de delimitação entre as duas texturas, natural e lisa (desfrisada), é muito sensível e é aí onde geralmente os fios se partem.
Exemplos de Penteados para se usar enquanto se está em transição:
- Tranças
- Perucas
- Extensões
- Bantu Knots Out
- Twist Outs
- Braid Outs
- Flexi Rods
- Curlformers
- Curly Fro
- Flat Twist Outs
etc...
Vê todas as sugestões neste postneste também.


domingo, 7 de junho de 2015

Método LOC vs Método LCO

Com certeza já deves ter ouvido falar do Método L.O.C.. Nunca fiz nenhum post especificamente dedicado a ele, porém já falei um pouco neste post.

Hoje venho falar mais detalhadamente sobre o método LOC e o mais recente método LCO (não é tão recente quanto isso por acaso lol).

Método L.O.C.

O método L.O.C. tem como propósito deixar o cabelo hidratado por um longo período de tempo, tal como o Moisturize & Seal que tanto costumo falar.
O Moisturize & Seal foi o primeiro método que surgiu e depois foram descobrindo outros mais eficazes como o L.O.C e, posteriormente o L.C.O..

Podes fazer este método depois de lavares o cabelo ou sempre que o sentires seco. Se o teu cabelo costuma estar frequentemente seco, faz o método todos os dias, ou então 2 ou 3 vezes por semana... como o teu cabelo gostar mais... Não há nenhuma regra para as quantidades de vezes por semana que se deve fazer o LOC.

As siglas do método L.O.C. significam Liquid/Leave-in, Oil e Cream. É por esta ordem que deves aplicar os produtos no cabelo.

1º Passo - Molhar o cabelo e/ou usar um leave-in
2º Passo - Usar um óleo natural
3º Passo - Usar um creme espesso/manteiga.

Líquido/Leave-in:
Há duas formas de fazer o método LOC... Há quem faça só usando um líquido (mais comum a água) e há quem faça com leave-in, ou com os dois...
A água é extremamente importante porque proporciona hidratação ao cabelo! Sem água o nosso cabelo nunca retinha comprimento!
O leave-in é igualmente importante porque contém água e mais outros ingredientes selantes que fazem o cabelo permanecer hidratado durante mais tempo.
No meu método LOC, o que faço é o seguinte: se tiver acabado de lavar o cabelo, aplico um leave-in, depois um óleo e um creme espesso/manteiga; se o cabelo estiver seco aplico apenas um creme aguado (até pode ser um leave-in), depois um óleo e um creme espesso/manteiga.


1. Herbal Essences Pontas Sedosas Creme
Onde comprar? Nos hipermercados Continente ou Jumbo (desconfio que tenham descontinuado este maravilhoso produto :'( )
2. Aphogee Keratin and Green Tea Resctruturizer
Onde comprar? Na loja online deste Blog: Produtos-Afro.com
3. Cantu Shea Butter Leave-in Conditioning Repair Cream
Onde comprar? Na loja online deste Blog: Produtos-Afro.com
4. Cantu Shea Butter Moisturizing Curl Activator Cream
Apesar deste produto não ser um leave-in, é aguado e hidrata lindamente o cabelo!
Onde comprar? Na loja online deste Blog: Produtos-Afro.com
5. Garnier Ultra Suave Óleo de Abacate e Manteiga de Karité Creme de Pentear
Onde comprar? Nos hipermercados Continente ou Jumbo
6. Scurl "No Drip"
Também não é um leave-in, mas é aguado e muito hidratante!
Onde comprar? Na drogaria São Domingos no Rossio.

Óleo Natural:
O papel do óleo é selar as cutículas para que a hidratação não seja perdida ao longo do tempo.
Quando molhamos/hidratamos o cabelo as nossas cutículas dos fios são ligeiramente abertas para que as moléculas de água possam entrar. Se, posteriormente, as cutículas não forem fechadas/seladas, as moléculas de água saem e o cabelo volta a ficar seco e desidratado. Daí a importância de se usar óleos naturais a seguir... As moléculas dos óleos são demasiado espessas e irão criar uma espécie de barreira à volta dos fios para que a hidratação não se perca.

Depois de molhares ou aplicares o teu leave-in favorito, põe um pouco de um óleo natural, essencialmente nas pontas. Não precisas de aplicar grandes quantidades porque a seguir vais voltar a selar os fios com um creme espesso ou uma manteiga!


1. Óleo de Coco Extra-Virgem
Onde comprar? Nas lojas Celeiro ou nas ervanárias ou no site iHerb.com (usa este cupão de 5 dólares para a tua primeira compra - RAQ119)
2. Jamaican Black Castor Oil
Onde comprar? Na loja online deste Blog: Produtos-Afro.com
3. Azeite Extra-Virgem
Onde comprar? Em qualquer supermercado
4. Óleo de Semente de Uvas (Grapeseed Oil)
Onde comprar? Nas lojas Celeiro ou no site iHerb.com (usa este cupão de 5 dólares para a tua primeira compra - RAQ119)
5. Óleo de Abacate (Avocado Oil)
Onde comprar? Nas lojas Celeiro ou no site iHerb.com (usa este cupão de 5 dólares para a tua primeira compra - RAQ119)


Creme Espesso/Manteiga:
Aplicar um creme espesso ou uma manteiga vai ajudar a selar ainda mais as cutículas dos fios para não haver nenhuma "falha" caso a hidratação se queira "escapar"!
Sem dúvida, o creme perfeito para este último passo é a Manteiga de Karité 100% natural! Mas existem mais opções que vou listar a seguir...


1. Manteiga de Karité 100% Natural (Shea Butter)
Onde comprar? Nas lojas Celeiro ou no site iHerb.com (usa este cupão de 5 dólares para a tua primeira compra - RAQ119)
2. Cantu Shea Butter Coconut Curling Cream
Onde comprar? Na loja online deste Blog: Produtos-Afro.com
3. Shea Moisture Curl Enhancing Smoothie
4. Elasta QP Olive Oil & Mango Butter Moisturizer
Onde comprar? Nas lojas Diamantino Viegas (Saldanha, Alvalade, Arroios...)
5. Keracare Natural Textures Butter Cream
Onde comprar? No site LookFantastic.com
6. Beautiful Textures Moisture Butter Whipped Creme
Onde comprar? Nas lojas Diamantino Viegas (Saldanha, Alvalade, Arroios...)
7. Cantu Shea Butter Grow Strong Strengthening Treatment


Resultado do Método LOC nos Braid Outs de 4 dias:

Produtos usados:
Cantu Shea Butter Moisturizing Curl Activator Cream;
Óleo de Coco Extra-virgem;
Manteiga de Karité 100% natural 


Método L.C.O.

Este método é muito idêntico ao método anterior... Aliás, na realidade são iguais, a ordem dos últimos dois passos é que inverte.
Neste método os passos são então estes:

1º Passo - Molhar o cabelo e/ou usar um leave-in
2º Passo - Usar um creme espesso/manteiga
3º Passo - Usar um óleo natural.

Se já experimentaste o método LOC e não foi suficientemente hidratante para o teu cabelo, então dá uma oportunidade ao método LCO.
O método LCO é bastante eficaz para quem tem o cabelo bastante poroso. (Vê aqui se o teu cabelo é poroso.) ou para quem tem um cabelo muito seco e frisado como é o caso de um cabelo tipo 4C.

Qual dos dois métodos o melhor?
Depois do surgimento do método LOC, algumas pessoas constataram que faria mais sentido o óleo ser o último produto a ser aplicado, por ser o único que tem realmente propriedades selantes...

Na minha opinião, se no método LOC se usar manteiga de karité, que é um produto extremamente espesso, resulta muito bem! Mas caso no passo final se use um creme não tão espesso (p.e. Beautiful Textures Whipped Creme), acho que se deve optar pelo método LCO.




sábado, 30 de maio de 2015

O Cabelo e o Ginásio


O exercício físico deveria ser algo imprescindível nas nossas vidas! E felizmente, estamos numa altura que já se começam a encontrar mais facilmente ginásios do que McDonald's e as pessoas também andam mais motivadas a fazer exercício físico!
Contudo, o facto de fazermos exercício físico muitos dias por semana pode condicionar um pouco a Hair Journey. Não quero com isto dizer que deves abdicar do exercício físico, mas sim adaptar a Hair Journey à tua rotina do ginásio!

Com este post, venho dar-te alguns conselhos de como podes adaptar o teu regime semanal mesmo frequentando um ginásio regularmente...

Protege o cabelo da transpiração
O suor é composto por sais tais como o cloreto de sódio. Depois de fazermos exercício físico e o suor desaparecer, tudo o que fica na superfície do couro cabeludo e da pele do nosso corpo são sais. O sal resseca imenso o cabelo e por isso devemos protegê-lo muito bem quando formos ao ginásio.
  • O primeiro passo é proteger as pontas do cabelo fazendo Moisturize & Seal antes de começar a treinar. 
  • Depois deves apanhar o cabelo de forma a que as pontas não rocem nos ombros ou nas costas. Se o teu cabelo for comprido apanha-o em forma de bun ou donut... 
  • Não faças muita tensão a apanhar o cabelo, não deve ficar muito apertado ao ponto das laterais "pedirem socorro" por ficarem demasiado esticadas. 
  • Um elástico maravilho, que não deixa o cabelo vincado nem o aperta em demasia, são os chamados Invisibobble. Este tipo de elástico é o ideal para se usar no ginásio. 
  • Outro acessório que pode ajudar a que o suor da testa e pescoço não chegue tão rápido ao cabelo é o sweat headband (aquelas fitas que os jogadores de ténis usam muito).
  • Se treinas vários dias por semana, vai mudando a posição do teu apanhado. Por exemplo, se hoje apanhaste o cabelo mais em baixo perto do pescoço (low bun), amanhã faz um apanhado mais no topo da cabeça (high bun)... assim vais alterando as tensões das laterais. 

Lava sempre o cabelo após cada ida ao ginásio
Como disse no ponto anterior, o suor como contém sais e quando seca deixa os sais à superfície da pele e do couro cabeludo, portanto deves lavar o cabelo para os remover. Se não os removeres o cabelo pode começar a ficar seco e áspero com o passar do tempo, ou então mesmo a partir-se.
Não precisas de te preocupar a lavar o cabelo com shampoo nem usar máscaras sempre que sais do gym. Um Co-wash rápido é o suficiente!
Apenas se o cabelo estiver extremamente sujo é que te aconselho a usar um shampoo.
A seguir ao Co-wash aplica um leave-in e sela as pontas com um óleo natural. Deixa o cabelo secar ao natural ou seca com um secador no modo frio (cool). Nunca durmas com o cabelo molhado, certifica-te sempre que já está totalmente seco antes de ires dormir!
Normalmente quem faz muito exercício físico tende a ter o pH do couro cabeludo mais alcalino e para neutralizá-lo deve-se fazer um Tratamento com Vinagre de Maçã (ACV) - lê mais sobre este tratamento clicando aqui.


Combate as comichões devido ao exercício físico
Geralmente, as pessoas que transpiram muito têm tendência a ter excessivas comichões no couro cabeludo.
Se és uma dessas pessoas, podes combater as comichões com um dos seguintes métodos:
  • Tratamento com Vinagre de Maçã (AVC).
  • Aplicando algumas gotas de óleo de tea tree no shampoo ou condicionador. Vendem em qualquer ervanária ou nas lojas Celeiro. No Brasil este óleo é conhecido como óleo de melaleuca. 
  • Aplicar Aloe Vera directamente no couro cabeludo. Se tiveres a planta Aloe Vera/Babosa em casa, corta uma folha, retira aquela substância gelatinosa que tem, aplica esse gel directamente no couro cabeludo, deixa agir por 30 minutos e a seguir lava o cabelo.
  • Massajar o couro cabeludo com óleo de jojoba 2 vezes por semana.

Projeta uma rotina para o teu cabelo

Tal como nós, o cabelo também funciona melhor com rotinas. Se treinas nos dias de semana, agenda, por exemplo o sábado, para ser o dia de lavagem completa do teu cabelo, em que lavas com shampoo e fazes Deep Conditioning com máscaras.
Para te ajudar melhor a definir o teu regime semanal, faz download do pdf "O Diário do Cabelo", clicando aqui.




sexta-feira, 29 de maio de 2015

Escova Progressiva

Hoje venho falar de um tema bastante popular, principalmente no Brasil, a Escova Progressiva! Nos EUA penso que chamem a isto "Brazilian Keratin Treatment".
Nos posts que tenho feito no Blog só tenho falado praticamente do cabelo desfrisado e natural, nunca abordei o tema da progressiva. Isso é porque até há bem pouco tempo eu quase desconhecia o que era, quem tinha feito, os resultados, prós e contras, etc. e também nunca me despertou a curiosidade em saber mais, não sei porquê... Ouvia algumas histórias horrendas sobre a progressiva e talvez viesse daí esse meu desinteresse...

Contudo, há uns meses atrás reencontrei uma prima minha que já não via há imenso tempo, achei o cabelo dela lindo, saudável, brilhante e hidratado, e perguntei-lhe o que fazia, aí ela respondeu-me que deixou de desfrisar e passou a fazer Escova Progressiva.
Um dia fui com ela à cabeleireira onde faz, e vi o processo todo. Ela já faz a progressiva há mais ou menos 1 ano e o cabelo tem crescido como nunca antes cresceu enquanto desfrisava.

Porque é que optei pela progressiva?
Além da influência que a minha prima me causou para experimentar a progressiva, naquela altura também andava numa fase em que o meu cabelo estava bastante áspero e seco, especialmente nas pontas.
Como sabia que a escova progressiva ajudava a deixar o cabelo mais brilhante, macio e selava as cutículas dos fios, então decidi experimentar! Fiz há pouco tempo a minha segunda aplicação (a minha primeira aplicação foi há cerca de 5 meses atrás) e desde então estou a adoraaaar o meu cabelo! Está tão brilhante, macio e com muito mais movimento, oh gosshh!! Os meus Bantu Knots e Braid Outs agora ficam melhores que nunca!

O que é a Escova Progressiva?


É uma técnica que ajuda a reduzir o volume do cabelo alisando-o. Sela as cutículas dos fios deixando-os sem frizz. (Se a progressiva for feita num cabelo afro, não consegue deixá-lo liso como um desfrisante porque não é tão forte, deixa-o com menos volume e caracóis mais "abertos").
A Escova Progressiva tem o nome 'Progressiva' porque quanto mais vezes se fizer este tratamento melhor irá agir, consequentemente mais finos irão ficar os fios e com menos volume. Como o efeito da progressiva vai desaparecendo ao longo do tempo isto não é um problema. Daí o recomendado de não retocar antes dos 3 meses, caso não se queira ficar com os fios muito finos.

Do que é constituída?
Resumidamente, a Escova Progressiva é feita por uma junção de vários tipos de proteínas, incluindo a queratina líquida, e um químico que pode ser o formol (0.2%) ou tioglicolato de amónio ou etalonamina, entre outros. O químico vai ter como papel alisar os fios e a queratina líquida vai ajudar a selar as cutículas, diminuindo assim o frizz e o aspecto de pontas espigadas.

Como é feita?
O primeiro passo é lavar muito bem o cabelo com um shampoo anti-resíduos (Clarifying Shampoo). Nessa lavagem não se usa qualquer tipo de condicionador.
Depois seca-se o cabelo com um secador. Coloca-se o produto mecha por mecha tal e qual um desfrisante. Penteia-se o cabelo e deixa-se agir durante algum tempo.
Faz-se um brushing e a seguir passa-se cada mecha com o alisador/chapinha.
A seguir lava-se novamente o cabelo com shampoo e desta vez usa-se também um condicionador para ajudar a selar as cutículas dos fios.
Volta-se a fazer o brushing.

Quanto tempo dura?
Ao contrário dos desfrisantes, a Escova Progressiva não dura eternamente. O seu efeito vai saindo com o passar do tempo.
A duração depende muito de cabelo para cabelo e o número de vezes que se lava o cabelo por semana, mas geralmente dura entre 4 a 6 meses.


Cuidados a ter antes e depois de fazer a Escova Progressiva?
Antes:
- Se costumas pintar ou desfrisar o cabelo deves esperar pelo menos 1 semana depois de pintares ou desfrisares.
Depois:
- Depois de fazeres a progressiva espera pelo menos 2 dias para lavares o cabelo.
- Lava sempre o cabelo com um shampoo sem sulfato (Sulfate-free) para as cutículas dos fios não se levantarem e o efeito da escova não sair! (Se quiseres exemplos de shampoos sem sulfato, clica aqui).
- Protege o cabelo com um protector de calor sempre que usares um secador ou um alisador/chapinha.
- Evita os shampoos que contêm sulfatos.
- Uma semana depois de fazeres a escova, faz um tratamento com uma máscara rica em proteínas (por exemplo: Aphogee Two Step Protein Treatment ou Aphogee Keratin Two Minute). Vai ajudar a permanecer o efeito da escova progressiva durante mais tempo. (Lê mais sobre a primeira máscara aqui.)
- Não deixes de hidratar os fios! Os tratamentos com máscaras hidratantes são igualmente necessários, fá-los semanalmente! Hidrata também o cabelo com cremes e óleos naturais regularmente.


Desfrisante ou Escova Progressiva?
Comparando as duas técnicas que conheço e já experimentei, o desfriso e a escova progressiva, neste momento consigo afirmar que a escova progressiva pode ser menos prejudicial que os desfrisantes.

Os químicos dos desfrisantes são mais "fortes" comparados ao da progressiva. O alisamento do desfrisante é definitivo, enquanto que o alisamento da progressiva vai saindo com o passar do tempo.

A progressiva se for feita no cabelo natural não deixa o cabelo completamente liso, apenas deixa-o menos volumoso e com os caracóis mais "abertos". Os desfrisantes deixam um aspecto bastante ressequido no cabelo, pontas espigadas e secas. Logo na primeira aplicação da progressiva já se nota as pontas dos fios bem seladas e o cabelo suuupppeeeer brilhante e macio! Os produtos hidratantes são melhor absorvidos e permanecem durante mais tempo dentro dos fios quando se tem a progressiva.


Por que razão a progressiva não resultou com algumas pessoas?
Pode haver vários motivos por a progressiva não ter dado certo...
Várias pessoas quando fazem a progressiva ficam encantadas com o seu novo aspecto do cabelo, fica mais brilhante com um ar mais hidratado e o melhor de tudo é... quando se dá só com um pouco de secador normal o cabelo fica logo liso! O facto do cabelo ficar logo liso é o paraíso para alguns porque facilita o pentear!
Acorda-se, toma-se banho, lava-se o cabelo rapidamente com shampoo e condicionador, veste-se, dá-se com o secador e pronto já podemos sair de casa... já não há mais preocupações... Contudo, com o passar do tempo o cabelo começa a ficar ressequido, e aí vem o desastre... os fios começam a partir e a cair.
O cabelo ODEIA calor e não é com a progressiva que ele vai gostar mais! É um facto que quando fazes progressiva um pouco de calor deixa logo o cabelo liso, mas isso não é sinal que aguente mais o calor!

A progressiva também contém químicos, e por isso vais ter que continuar a fazer todas as hidratações para ele se manter saudável tal e qual como fazias com o cabelo desfrisado ou mesmo o cabelo natural afro.

Evita também a exposição do cabelo ao Sol, os raios UV também prejudicam os fios... usa um chapéu ou um protector solar de cabelo quando fores à praia.
Outro aspecto importante é escolher um BOM cabeleireiro para se fazer a escova progressiva! Não confies em todos os cabeleireiros que fazem as progressivas! A progressiva exige uma mistura certa e adequada para o teu tipo de cabelo. Não se deve usar grandes quantidades de químicos para não danificar o couro cabeludo e o comprimento do cabelo! Além disso, nem todas as marcas de progressivas são fiáveis!

Eu, a minha prima e várias são-tomenses fazemos as aplicações da escova progressiva com uma cabeleireira brasileira muito profissional que trabalha em casa. Ela faz muito bem as misturas e usa os produtos adequados ao nosso tipo de cabelo. Até então estamos satisfeitíssimas com o resultado! Se estiveres interessada em fazer a progressiva com esta cabeleireira envia-me um e-mail para: sandyraquel1903@gmail.com


Fotos Antes e Depois da Progressiva:



A foto da esquerda foi tirada, penso eu, no final do ano passado e tinha acabado de alisar o cabelo com a chapinha/alisador. Nessa altura nunca tinha feito a escova progressiva.
A foto do meio foi tirada a primeira vez que fiz a progressiva e a foto da direita foi tirada a segunda vez que fiz (só foi feito um brushing com secador).
Apesar de eu ter bastante cuidado a hidratar devidamente o cabelo antes de o esticar para não deixar as pontas ressequidas, nota-se que na primeira foto as minhas pontas já estavam bem "cansadas" em relação às outras duas fotos. Não dá para sentir as diferenças em relação à maciez do cabelo, mas neste momento está muito macio e mais maleável. O desfriso deixa o cabelo com um aspecto "duro", áspero e sem movimento enquanto que a progressiva age de forma contrária.

P.S. Só aqui um à parte, na foto à esquerda ainda tinha o corte Channel Assimétrico (curto atrás e comprido à frente) que fiz no cabeleireiro Karlos Wendell no Verão do ano passado (podes ler mais sobre este corte aqui). Mas o meu cabelo foi crescendo, o corte deixou de ficar tão bonito como antes e as pontas foram ficando espigadas. Na última foto à direita já podes ver outro corte... eu própria cortei o meu cabelo... tentei fazer mais um corte em V.


A foto do lado esquerdo foi tirada antes de fazer a progressiva, estava a usar Braid Outs do 2º dia. Na foto do lado direito estava a usar Bantu Knots Out também do 2º dia e já foi depois do cabelo com progressiva. Mesmo no 2º dia, o cabelo ainda se mantém brilhante e hidratado sem acrescentar nenhum produto.

Fotos Antes e Depois da Progressiva da minha prima:


A foto de cima foi tirada com o cabelo ainda desfrisado. Como se pode notar o comprimento, e essencialmente as pontas, estavam secas, danificadas e espigadas. O cabelo dela nunca passou do comprimento dos ombros (SL).

Depois da Progressiva:


O cabelo está agora mais comprido, extremamente brilhante, macio, com as pontas seladas e cheio de movimento. A foto mais à esquerda corresponde à 1ª vez da progressiva e a foto mais à direita corresponde à última vez. Ela começou a fazer a progressiva há, mais ou menos, 1 ano atrás.


quinta-feira, 28 de maio de 2015

Opiniões: Aphogee Two-Step

Neste post venho contar-te a minha experiência com a máscara de proteínas Aphogee Two-Step Protein Treatment.
Já há muito tempo que não faço uma review de um produto. E é raro eu fazer um post com apenas uma review, quando o faço é porque realmente o produto foi something like.. Wow!
Até evito fazer reviews de produtos que estão disponíveis na loja produtos-afro.com para não influenciar as escolhas. Como já tenho dito em posts anteriores, todos os cabelos são diferentes, e portanto, podem reagir de maneiras super distintas ao mesmo produto! Não existe produto certo para o nosso cabelo, é uma questão de experimentar um e tentar a sorte.

Outra coisa que gostaria de citar, é que ao contrário de muitas Bloggers ou Youtubers, não sou paga por marcas ou companhias para promover os produtos que faço reviews.


O que promete: O Aphogee Two-Step Protein Treatment é uma máscara de tratamento profissional disponível essencialmente nos salões de cabeleireiro americanos. Este tratamento único é feito à base de magnésio e proteínas modificadas que se ligam à estrutura capilar com a ajuda do calor. Isto resulta na diminuição acentuada da queda ou quebra de fios de cabelo. Este tratamento é principalmente recomendado ao cabelo fraco e fino, ou quimicamente tratado (pintado ou desfrisado), ou com muita elasticidade.

Instruções:
  1. Agita bem a embalagem antes de usares. 
  2. Lava o cabelo com um Clarifying Shampoo (shampoo com sulfato) e enxagua. 
  3. A seguir divide o cabelo em quatro ou seis secções e vai aplicando a Aphogee Two-Step em cada secção. (Atenção que esta máscara é bastante líquida!) Depois de aplicares penteia.
  4. Deixa o cabelo destapado, NÃO USES uma touca de plástico/alumínio! Senta-te debaixo de um vaporizador, se não tiveres usa um heat cap, e se não tiveres um heat cap seca com um secador normal até que sintas o cabelo a ficar um pouco duro. Assim que estiver seco e duro podes enxaguar com água morna/quente. (Atenção: enquanto o cabelo estiver duro, não o manipules nem penteies!)
  5. Como o Aphogee Two-Step é extremamente rico em proteínas pode deixar o teu cabelo sem elasticidade. Por isso a seguir, para equilibrar, usa uma máscara bastante hidratante. Deixa actuar durante 15 ou 20 minutos com uma touca de plástico/alumínio e enxagua.
(Se leste as instruções que estavam na loja online produtos-afro.com deve esquecê-las porque havia partes da informação que estavam incorrectas!)

Quando se deve fazer este tratamento?
  • De 6 em 6 semanas (NÃO deves usar antes das 4 semanas, o teu cabelo pode ficar saturado em proteínas!)
  • Uma semana antes ou uma semana depois de desfrisar (ou pintar). Se o teu cabelo está fraco e extremamente elástico deves usar esta máscara uma semana antes do desfriso. Se o desfrisante/tinta te causar danos ao cabelo, deves usá-la uma semana após o desfriso. 
Ingredientes: Deionized Water, Hydrolyzed Animal Protein, Magnesium Sulfate, Citric Acid, Ethylene Urea, Dimethylol Urea, Cocamidopropyl Betaine, Magnesium Carbonate, DMDM Hydantoin, Fragrance.

A verdade: Já ouço falar desta máscara há muitos anos... desde que comecei a HJ que leio muitos comentários no Hairlista, outros Blogs, Youtube, etc. sobre a Aphogee Two-Step
Já li vários comentários positivos como negativos... Posso dizer-te que fiquei severamente assustada com os comentários negativos, daí nunca ter tido curiosidade em adquiri-la. Fiquei assustada porquê? Sempre acreditei que o meu cabelo era sensível a proteínas (protein sensitive) e que implorava por produtos mais hidratantes. Esta é uma das máscaras mais ricas em proteínas que conheço, senão a mais rica de todas... até consegue conter maiores níveis de proteínas que a Joico K-Pak Reconstructor! Daí só ser aconselhado a fazer o seu tratamento esporadicamente... No entanto, muitos dos comentários que devo ter lido são de pessoas que abusaram da sua utilização... A utilização excessiva desta máscara pode inverter os seus atributos, ou seja, em vez de cuidar do cabelo danificado pode levá-lo a ficar ainda mais "danificado" (muitooo seco, por conseguinte, partir-se!).  
Por outro lado também li vários comentários a dizerem que esta máscara lhes salvou o cabelo. Pessoas que tinham o cabelo danificado devido aos desfrisantes, tintas, calor de secadores/alisadores, etc. e conseguiram tornar o cabelo lindo e saudável!
Eu sou uma Product Junkie assumida, porém no meu armário ainda me faltava um produto forte em proteínas para poder fazer a reconstrução dos meus fios. 
Há duas semanas atrás decidi experimentar o Aphogee Two-Step e os resultados foram brutais!! Não me arrependo nada! E retiro o que disse em relação ao meu cabelo ser protein sensitive, porque afinal não é nada! Lol. 
Já usei outras máscaras de proteínas mas não me fizeram absolutamente nada, excepto a ORS Hair Mayonnaise... Mas ao contrário da ORS Hair Mayonnaise, com a Aphogee Two-Step os resultados vêem-se na hora! Os resultados da Mayonnaise são graduais...tudo bem que deixa o cabelo brilhante e hidratado no momento, mas qualquer boa máscara hidratante faz o mesmo! A Aphogee tem qualquer coisa de diferente e especial! Ela é mesmo proteica, nota-se a diferença na textura do cabelo, ele fica realmente transformado! 
Bem, o entusiasmo é tanto que não estou a conseguir expressar-me com palavras certas! Mas resumindo, o que aconteceu é que mal enxaguei a Aphogee do meu cabelo, senti-o tãooo maciooo! É estranho, não é?!
Não sei se já fizeste um tratamento com queratina pura, mas o resultado é idêntico! E o que mais me impressionou e me fez privilegiar esta máscara, é que deixou as cutículas do meu cabelo bem seladas. Quando a seguir apliquei a máscara hidratante da Cantu Shea Butter, os meus fios de cabelo absorveram-na e acolheram-na muitíssimo bem! Wow! Esta alegria toda porque andava numa fase em que o meu cabelo estava um pouco poroso e não aderia bem aos produtos hidratantes que aplicava. (Vê aqui o que é um cabelo poroso).
Bem, e este foi o relato da minha primeira experiência com esta máscara. Já li e ouvi vários relatos de outras pessoas que são protein sensitive e o cabelo não reagiu tão bem à máscara por ter elevadas quantidades de proteínas, ficou seco e áspero...
No entanto, o meu conselho é o seguinte, mesmo que o teu cabelo seja protein sensitive, deves incluir sempre uma máscara de proteínas no teu regime. São essenciais, e o facto de ficar um pouco seco ou áspero não significa que não esteja a reconstruir os fios lá dentro. E é por isso que deves sempre usar uma máscara hidratante a seguir à de proteínas para equilibrar.

Onde comprar? Na loja online Produtos-Afro.com

terça-feira, 26 de maio de 2015

"Cabelo Natural: Assumir a minha identidade" ...Será?


Por todo o lado, todas as redes sociais, transportes públicos, blogs, entre outros sítios, ultimamente tem se falado muito no cabelo natural africano. E hoje venho falar do tema: "deve-se ou não assumir a nossa identidade natural?"

Mais até do que a nossa cor de pele, ou mesmo traços físicos, o nosso cabelo é a característica que rapidamente nos distingue do resto dos povos. É único, é lindoo! O nosso cabelo é uma coroa! É o único tipo de cabelo entre as várias raças que existem que cresce para cima e para os lados, que é encaracolado de uma forma excepcional e especial!
Transição do cabelo desfrisado para o natural

Com isto tudo quero dizer que podemos apreciar, magnificar e tudo mais, mas não somos obrigadas a usá-lo para toda a vida da forma como foi gerado com o objectivo de mostrar aos outros que aceitamos as nossas características naturais que Deus nos deu!

Se o teu cabelo é volumoso, crespo e cria facilmente nós que te incomodam, arranja outras soluções para moldá-lo e facilitar-te o dia a dia! Se tens uma vida stressante, muito trabalho, ou muito estudo, és uma pessoa extremamente ocupada ou outra coisa que te deixe pouco tempo livre durante o dia, não tens que ter o teu cabelo exactamente natural para provar aos outros que estás a "assumir a tua identidade"!
Quanto à frase polémica de "assumir a identidade" já voltarei a ela daqui a pouco...

O nosso cabelo natural é difícil e ponto! Não há como contornar e negar esse facto! O cabelo é lindo de se olhar, mas para cuidar dá um trabalho...! Não é do tipo de cabelo que se lava em 5 minutos só com um shampoo e se espera por milagre que depois fique bonito! Não!
O nosso cabelo é naturalmente seco... um cabelo seco parte-se, dá nós, que por sua vez dificulta o pentear! Se não pentearmos durante muitooo tempo ganha 'rastas', e aí quando vamos tentar pentear ele parte-se! Precisa de ser constantemente hidratado, precisa de máscaras, cremes, óleos naturais e tudo mais...
Com a vida que a maioria leva hoje em dia, precisa-se de algo prático e que nos facilite.
Não é por acaso que os melhores protective styles foram inventados e usados há milhares de anos em África, como os Bantu Knots, tranças, twists, etc... O nosso cabelo sempre deu trabalho e o povo bantu e outras tribos africanas tiveram necessidade de inventar algo que lhes facilitasse e que não exigisse terem de manipular o cabelo todos os dias, mesmo por ser difícil de cuidar! Já nesse tempo sabiam os melhores produtos naturais que deixavam o cabelo mais macio e fácil de ser tratado, como o óleo de coco, abacate, aloe vera, etc. Sempre andaram à procura de alternativas para manusear melhor o seu cabelo.

Se o teu cabelo natural for curto e não te dá trabalho, deves permanecer com ele assim se realmente TU gostares! Caso contrário, se te dá bastante trabalho, não sabes como usá-lo dia-a-dia e estás cansada de te ver assim com o mesmo penteado afro, muda...! Não ligues às críticas dos outros!

Cabelo natural esticado

Tenho lido muito esta frase por parte de quem faz transição para natural: "Finalmente assumi a minha verdadeira identidade.".
Raparigas que costumavam desfrisar e depois fazem transição para natural, têm o cabelo tipo 4B ou mesmo 4C que é um tipo de cabelo que não faz caracóis naturalmente, o seu jeito natural é seco, 'desarrumado' em forma de afro. No entanto, essas mesmas raparigas procuram activadores de caracóis milagrosos para deixarem os seus cabelos com um aspecto do tipo 3B ou 3C.
E agora questiono-me eu: "afinal assumiste que identidade?".
Muitas raparigas querem "assumir" o seu cabelo natural, mas mesmo assim não querem aceitar o facto de que ele é seco. Se é para assumir supostamente, o objectivo seria usar o teu cabelo tal e qual ele é naturalmente, e não usar vários produtos para o deixar brilhante e encaracolado se ele não é assim!

É por isso que eu digo, isto é uma "moda", as pessoas simplesmente copiam-na sem se aperceber o que realmente estão a fazer ou a dizer. E é aí que eu fico triste, porque isto é simplesmente uma moda, e não algo que as pessoas realmente acreditam!

As pessoas dizem que deixaram de desfrisar porque querem eliminar os químicos da sua vida. No entanto, pintam o cabelo quase todos os meses. As tintas contêm igualmente químicos que são também prejudiciais!
O facto de quereres aceitar o teu cabelo como ele é, significa aceitar em tudo, até mesmo na cor!
Não sei qual é a diferença de ver alguém com o cabelo afro loiro ou ruivo de um cabelo liso e preto. Deus, com certeza, não te criou com um cabelo afro ruivo. Até pode ser possível em casos muito raros, mas lá está também em casos muito raros existem negras de cabelo liso preto! A questão aqui é que tu não és ruiva e, no entanto, continuas a usar a frase "Estou a assumir a minha verdadeira identidade". Para que é que se aplica essa frase? Só para a textura do cabelo? Para a cor? O facto de ele crescer para cima e para os lados? Ter o cabelo de outra forma sem ser afro não é ter identidade? I'm confused...! Antes de reescrevermos o que alguém disse, devemos pensar primeiro no porquê.
Muitas pessoas só usam esta frase e aplicam-na no contexto do cabelo crescer em forma de afro, e dizem que não podemos renegar as nossas origens e devemos permanecer com o que Deus nos deu...Se devemos permanecer com o que Deus nos deu, então também não deveríamos pintar ou aplicar activador de caracóis milagrosos para mudarem a textura do nosso cabelo... É aí onde quero chegar!

Progressos do cabelo desfrisado
Sinto que maior parte da revolta em relação aos desfrisos de quem está em transição ou já fez
transição para natural é porque teve um cabelo em péssimo estado enquanto o desfrisava.

Quando desfrisamos o cabelo, ele fica mais maleável e facilmente o esticamos. Com ele esticado achamos que já não precisamos de fazer mais nada. Pensamos que o nosso cabelo desfrisado é igual ao cabelo liso das modelos dos anúncios da Pantene que só lavam com um shampoo e condicionador e já está pronto!
Durante os primeiros dias do desfriso o cabelo fica lindo, mas depois de algum tempo vai pedindo silenciosamente "Dá-me hidratação, máscaras, estou a morrer... Dá-me proteínas, não aguento mais!!" e tu não ouves, passado uns tempos ele "morre" e culpabilizas tudo nos desfrisantes. Contas para toda a gente "O desfrisante estragou-me o cabelo!", quando na verdade foste tu que não cuidaste dele enquanto estava desfrisado!

Com o cabelo natural o papel muda. Aí já viveste as consequências de ter um cabelo danificado e como estás numa nova etapa vais querer logo cuidar dele desde o inicio. (Ninguém erra duas vezes, não é verdade? Lol). Além disso, o cabelo seco, geralmente, não é algo que nos atraia (nós seres humanos) e por isso estás constantemente a hidratá-lo para ficar 'bonito'!

Resumindo, o cabelo desfrisado vai-se mantendo com um aspecto 'bonito' (menos seco que o cabelo natural) durante uns tempos, e portanto, acabamos por nos desleixar e nunca cuidar eficientemente dele. Já o cabelo natural obriga-nos a cuidar dele regularmente para ter uma aparência 'bonita'.

Concluindo, o que quero dizer é que é possível ter um cabelo saudável mesmo sendo desfrisado. Talvez a palavra saudável não seja a mais indicada porque os fios já foram alterados com químicos. Mas é possível tê-lo comprido e mantê-lo com um aspecto agradável de se olhar se souberes cuidar dele.

A dica é a seguinte, o cabelo é teu deves tê-lo da forma que quiseres! Se gostas de cabelos lisos, alisa-o, se gostas de afro deixa-o ao natural, se gostas de vê-lo bastante comprido pelas costas com o cabelo afro não vais conseguir ver bem o comprimento porque encolhe muito e talvez a solução seja fazer um alisamento, no entanto se gostares de muito volume deixa-o ao natural.
Se gostas do cabelo castanho, loiro, ou ruivo, pinta-o. No meu ponto de vista, o que escolhemos fazer ao cabelo é que define a nossa identidade e não, necessariamente, ter para sempre o cabelo afro! A única coisa que deves ter em atenção é manter sempre o cabelo hidratado. Já sabes que o nosso tipo de cabelo é frágil e seco, e com as alterações que se faz aos fios mais frágil irá ficar, por isso não te desleixes a cuidar dele! HHJ! :)



Actualizado - 29/05/2015

domingo, 19 de abril de 2015

Qual o melhor alisador para o teu tipo de cabelo?


Existem vários tipos de alisadores/chapinhas actualmente disponíveis no mercado. Há vários tipos de materiais e deves ter isso em conta na hora de escolheres um alisador.
Há alisadores que danificam mais que outros, há uns que são mais indicados para alisar os cabelos mais espessos, com química, etc. Isto tudo depende do tipo de material que cada um tem.
Alguns tipos de materiais que existem:
  • Metal
  • Cerâmica
  • Turmalina (Tourmaline)
  • Titânio (Titanium)
  • etc.

Metal:
Alisadores com placas de metal são os mais baratos e não são os mais indicados para qualquer tipo de cabelo!
Não aquecem rapidamente e quando aquecem não o fazem equilibradamente, provocando assim pontos sensíveis nas placas que podem queimar o cabelo.
Este tipo de alisadores podem cortar os fios e deixar o cabelo com um aspecto nada saudável!
NUNCA utilizes um alisador com placas de metal, é como uma frigideira para o cabelo, vai simplesmente fritá-lo!



Cerâmica:

Alisadores de cerâmica são os mais populares e também os que mais se vêem no mercado. Geralmente são mais baratos que outros tipos de alisadores de Tourmaline ou de Titanium.
É bom para suavizar e alisar o cabelo em baixas temperaturas.
As placas de cerâmica são uma boa aposta para quem tem fios de cabelo finos e ondulados (tipos de cabelo 2A a 3A)



Turmalina (Tourmaline):
Existem já muitos alisadores de cerâmica que têm na descrição a palavra "Tourmaline". Este tipo de chapinha contém cristais prismáticos. Esses cristais ajudam a suavizar ainda mais o cabelo e a prevenir os danos causados pelo calor do alisador.

A sua tecnologia iónica liberta um fluxo de iões negativos que vai neutralizar os iões positivos existentes nos fios de cabelo, selando assim as cutículas. Isto resulta num cabelo brilhante, sem frizz, faz com que os fios de cabelo reflictam mais a luz e elimina a electricidade estática.

Se usares este tipo de alisadores, só terás que passá-lo por cada mecha de cabelo apenas uma vez para obteres bons resultados. Ou seja, isso diminui os danos do calor e faz o cabelo parecer mais saudável.
São adequados para quem tem cabelos muito secos ou com algum tipo de química.


Titânio (Titanium):
O titânio é o único material que oferece um elevado nível de alisamento, ao mesmo tempo que dá brilho ao cabelo e evita os danos excessivos do calor.

O titânio é um óptimo condutor de calor e por isso mantém a chapinha com uma temperatura estável durante mais tempo, alisando rapidamente e garantindo uma maior protecção aos fios.

Este tipo de material aquece mais rapidamente que as placas de cerâmica. Portanto, se fores daquele tipo de pessoas impacientes que detesta esperar até que o alisador aqueça, as placas de titânio são uma boa opção para ti!

A durabilidade das placas de titânio também são bastante superiores às de cerâmica. Suportam perfeitamente altas temperaturas e mesmo assim resistem à corrosão. Alisadores de titânio duram longos e longos anos.

Geralmente os alisadores com placas de titânio são mais leves que os alisadores de cerâmica.
Facilmente se consegue distinguir uma placa de titânio com uma de cerâmica pelo seu aspecto... As placas de titânio são espelhadas.
Se tens o cabelo com algum tipo de química (desfriso, escova, etc.) ou tens o cabelo tipo 3C ou 4, o alisador com placas de titânio é o mais indicado para ti!

Clica aqui para veres a minha review sobre o alisador Corioliss C1 (este alisador tem placas de titânio).

Mensagens antigas Página inicial