quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como ondular facilmente o cabelo com a chapinha

Publiquei um novo vídeo no Youtube em que mostro um truque fácil para fazeres ondulações com a chapinha/alisador.
Muitos de vocês até já devem saber como se fazem ondulações com a chapinha... Mas se fores como eu, muito aselha mesmo, em que por vezes tenta fazer as ondulações e o cabelo mantém-se liso baahhh. Por isso arranjei este truque e assim as ondulações nunca falham.
Podes ver tudo no vídeo abaixo...



Neste vídeo usei o alisador da Corioliss C1 que já falei neste post. Este alisador tem placas de titânio. 
As placas de titânio são boas condutoras de calor, por isso para alisar é mais rápido do que as de cerâmica e o cabelo fica mais brilhante e macio também. Tenho um outro alisador da Babyliss com placas de cerâmica, mas prefiro o da Corioliss.
Geralmente as placas de cerâmica são conhecidas por protegerem melhor o cabelo e as de titânio por transferirem rapidamente o calor, deixarem-no mais brilhante e macio. Por isso já ouvi quem aconselhe as placas de titânio para uso profissional e as de cerâmica para uso caseiro. 
Não querendo induzir a erro, as placas de titânio não danificam o cabelo... por exemplo, com o meu alisador da Babyliss tinha que passar mais do que uma vez no cabelo para ficar liso enquanto que o da Corioliss (na mesma temperatura) só passo uma vez e fica logo liso... É mesmo muito relativo e também depende muito do tipo e marca de alisador que se usa...
Outra vantagem das placas de titânio em relação às de cerâmica é que a durabilidade é maior... Um alisador com placas de cerâmica, depois de muito uso fica com as placas super gastas e deixa que o cabelo atinja temperaturas mais elevadas do que àquelas que nós regulámos, isso resulta depois num cabelo muito danificado!

Não se deve fazer muito uso de qualquer tipo de alisador, mas se for usado 1 ou 2 vezes num mês, não há problema nenhum. 


Este look de cabelo ondulado é normalmente muito usado para festas, eventos, casamentos, etc, mas se quiseres também podes usá-lo no teu dia-a-dia.

Para proteger o cabelo do calor, antes de alisar, usei este sérum protector de calor que tanto adoro e já uso há anos:

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Lancome Teint Miracle VS Lancome Teint Idole VS Revlon Colorstay


No post de hoje vou deixar os cabelos de lado e abordarei um tema particular da maquilhagem: a base!
Tenho três bases de maquilhagem em casa: Lancôme Teint Miracle; Lancôme Teint Idole Ultra 24h; e Revlon Colorstay Combination/Oily. E por isso gostava de te falar um pouco sobre as diferenças que encontrei entre as três, prós e contras dos ingredientes, cobertura, durabilidade, efeito na pele oleosa, etc...

Gostaria de começar por salientar que as questões sobre os ingredientes e os seus impactos na saúde humana não são tão lineares como parecem. Os riscos que estes apresentam podem depender de vários factores, tais como: a percentagem que apresentam na fórmula (e infelizmente, quase nunca é apresentada na lista); a mistura entre outros ingredientes pode ou não também ser influenciável para enaltecer ou anular os riscos para a saúde humana; como é que são compostos os ingredientes; e em que tipo de produto é usado, etc.
Antes de escrever este post fiz inúmeras pesquisas, inclusive em artigos científicos, para poder expor com clareza a informação sobre os possíveis riscos dos ingredientes contidos nas bases.

Experimentei as três bases e tirei fotos com a câmara do Samsung Galaxy S7 em qualidade Ultra HD 4K. Também tirei fotos com e sem flash para veres a diferença das tonalidades.
Vou igualmente fazer uma comparação lado-a-lado de fotos com e sem base para que sejam mais visíveis as diferenças.

Lancôme Teint Miracle:
O que promete: 
A base Lancôme Teint Miracle maximiza a luz natural da pele, além de aumentar a luminosidade da sua superfície. A luz não é somente reflectida na superfície da pele, também é reemitida de maneira natural desde o seu interior.
Toda pele possui uma luminosidade interior natural. Essa luz dá às mulheres um certo "je ne sais quois", que torna a sua pele naturalmente mais bonita.
Após constatar esse fato, os Laboratórios Lancôme decidiram estudar a Aura Luminosa.
O complexo Aura-Inside™ foi desenvolvido e incorporado à revolucionária base Teint Miracle.
As bases de maquilhagem tradicional tendem a obstruir a luz natural da pele.
Esta base oferece uma cobertura suave/média, protecção SPF15 e tem uma durabilidade de 12h.

A verdade: 
O que realmente me encanta nesta base é o brilho, a suavidade e uniformidade que dá à pele! Fica altamente radiante com um aspecto fulminante quase inexplicável.
Esta base não é matte finish mas também não deixa a pele oleosa. Não confundir brilho com oleosidade.
A durabilidade é boa para uma base que não é matte finish e ainda por cima para quem tem uma pele oleosa/mista, que é o meu caso. Como é de esperar, ao final do dia a pele começa a ficar oleosa na zona do nariz.
Tem uma fragrância suave e agradável e, apesar de prometerem apenas uma cobertura suave/média considero que a Teint Miracle tem uma cobertura acima do expectável.
Vou deixar o resto ao teu critério:
Sem base do lado esquerdo, com a base Teint Miracle do lado direito

Foto com a base Teint Miracle tirada sem flash do lado esquerdo, foto com a base Teint Miracle tirada com flash do lado direito

Nota: O tom usado foi o 13.

Ingredientes:
Active Ingredients: Octinoxate 3.0%, Cosmetic Ingredients: Water, Cyclopentasiloxane, Alcohol Denat., Phenyl Trimethicone, Glycerin, Peg-10 Dimethicone, Bis-peg/ppg-14/14 Dimethicone, Peg/ppg/polybutylene Glycol-8/5/3 Glycerin, Rosa Gallica Flower Extract, Talc, Dimethicone, Dimethicone/polyglycerin-3, Crosspolymer, Methicone, Alumina, Aluminum Hydroxide, Magnesium Sulfate, Disodium Stearoyl Glutamate, Ethylhexyl Hydroxystearate, Tocopheryl Acetate, May Contain: Red 28 Lake, Red 7, Mica, Titanium Dioxide, Blue 1 Lake, Bismuth Oxychloride, Iron Oxides.

Efeitos positivos e negativos de alguns ingredientes:
Nota: Vou citar aqui os efeitos positivos e negativos de alguns ingredientes, mas não quero que te assustes com tudo o que lês de negativo, porque a indústria da cosmética é mesmo assim. Qualquer produto que usamos, desde cremes, desodorizantes, perfumes, maquilhagem, loções, protectores solares, entre outros produtos, possuem sempre ingredientes com efeitos negativos. Tens é que saber escolher aqueles que causam menos danos e que os danos não sejam altamente prejudiciais!

Como ingrediente activo, a Teint Miracle usa maioritariamente o Octinoxate numa percentagem de 3%. Este ingrediente absorve os raios UVB oferecendo assim alguma protecção solar. Este é um dos ingredientes mais usados nos protectores solares, no entanto, foram realizados estudos que comprovam que este ingrediente pode ter um impacto negativo no sistema endócrino que é vital para manter o equilíbrio hormonal intacto. Octinoxate pode também desregular a função da tiróide. Ler mais aqui neste artigo.
O Alcohol denat. ajuda a transportar os restantes ingredientes para a pele e a diluir os óleos, no entanto costuma ser conhecido por desidratar a pele, mas pode ou não causar esse efeito dependente dos restantes ingredientes que o produto possui.
Talc (pó talco) ajuda a espalhar os pigmentos presentes na base e absorve a oleosidade, contudo se o talco contiver amianto pode ser cancerígeno. (Ler mais aqui neste artigo). Não foi possível descobrir se o talco existente na base Teint Miracle está livre de amianto.
Silicones como Phenyl TrimethiconePeg-10 Dimethicone e Methicone podem entupir os poros e dificultar a transpiração e a eliminação de toxinas pela pele.
O Titanium Dioxide em cremes e protectores solares não apresenta riscos à saúde humana, mas quando usado em pós pode ser cancerígeno devido à inalação, segundo alguns estudos realizados (ler mais aqui neste artigo).

O que me preocupa: Nesta base Teint Miracle preocupa-me especialmente o facto de conter ainda uma boa percentagem de Octinoxate que é o ingrediente que contém mais efeitos secundários para a saúde humana. Em alternativa ao Octinoxate, a base Teint Miracle devia usar apenas o Titanium Dioxide ou o Zinc Oxide que são ingredientes que também oferecem protecção solar mas sem riscos para a saúde.
Outro ingrediente, que apesar de estar na 10ª posição da lista, poderia ser bem dispensável seria o talco.
Quanto ao entupimento dos poros, infelizmente qualquer base faz isso, até mesmo os cremes hidratantes entopem os poros. Por isso deve-se sempre desmaquilhar assim que se chega a casa, fazer uma limpeza facial, e esfoliação de vez em quando.


Lancôme Teint Idole Ultra 24h:
O que promete: 
A base Lancôme Teint Idole Ultra 24h é oil-free, com protecção solar SPF 15 e com até 24h de duração. Oferece uma cobertura média/alta deixando um look natural com acabamento mate.
Esta base nada espessa nem gordurosa, proporciona a todos os tons de pele uma cobertura perfeita.
Formulada com pigmentos Soft Color Keeper TM, ajuda a manter os níveis de pH da pele intactos para que a coloração permaneça durante todo o dia, o que significa uma cobertura livre de retoque e resistência à transferência. Além disso, possui perlita e silíca absorvendo a oleosidade para um desgaste sem brilho.

A verdade:
Sabes aquele produto que desejarias adorar com toda a força porque toda a gente o adora, experimentas vezes sem conta e dizes sempre "é desta que vais resultar comigo, you son of a b****!", mas a verdade é que no final nunca resulta! Pois é, é esta a minha relação com a base Lancôme Teint Idole Ultra, infelizmente!
Qualquer vídeo, site, blog, review que vejo é sempre a falar maravilhas desta base! Que é matte, que dura o dia todo, que não deixa a pele oleosa, bla bla bla... Mas comigo não é nada disso que acontece!!!
A Teint Idole proclama que deixa a pele matte... para mim deixa a pele tipo vaselina! I don't get it!
Acho que já foi há quase 1 ano que comprei esta base, mas ainda acredito que estamos num processo de nos habituarmos uma à outra... ainda estou à espera do dia em que me deixe a pele matte.. a sério!
Quando a comprei acho que já era quase Verão, e foi horrível! Transpirava imenso, sempre a limpar a oleosidade no nariz, não podia vestir blusas brancas que ficavam logo castanhas...abraçar as pessoas? Nem pensar! Ficavam logo com a cara manchada! Se pousasse a mão na minha cara, a mão ficava castanha e oleosa também... enfim, mesmo terrível!
Até pensei para mim mesma "se calhar é uma base só de climas muito frios, ahhh é por isso que as Youtubers de NY, Canada e UK dão boas reviews!". Então arrumei a base lá para um canto e prometi-lhe que a voltava a usar no Inverno. E assim foi, cheguei ao Inverno e voltei a tentar... bem, até que melhorou ligeiramente, mas passado poucas horas lá estava a zona T super oleosa. Então decidi comprar um primer da Kiko que dizem ser muito bom... mas nada aconteceu, a cake face continuava lá... Depois comprei um primer do The Body Shop e lá a coisa melhorou mais um bocado (este primer do Body Shop é amazing com outras bases!).
Mas o meu amor com a Teint Idole ainda está muito longe de se tornar realidade... We're working on that.
Nem tudo é mau claro, e o que mais me apaixonou nesta base foi a uniformidade e suavidade que dá à pele, parece quase pele de bebé! Considero a cobertura apenas média. Depois de aplicar a base, a pele fica bastante leve, nem parece quase que se está a usar base.
A fragrância é muito agradável e desaparece depois da aplicação.
A durabilidade de 24h na minha pele está longe de ser verdade!
Nesta base comprei o tom 14, é um tom mais escuro que o que tenho na base Lancôme Teint Miracle e na Revlon Colorstay e talvez dificulte um pouco a comparação entre as três.

Sem base do lado esquerdo, com a base Teint Idole Ultra do lado direito

Foto com a base Teint Idole Ultra tirada sem flash do lado esquerdo, foto com a base Teint Idole Ultra tirada com flash do lado direito

Nota: O tom usado foi o 14.

Ingredientes:
Active Ingredients: Octinoxate 2.9970%. Inactive Ingredients: Water, Cyclohexasiloxane, Nylon-12, Isododecane, Alcohol Denat., Cyclopentasiloxane, Peg-10 Dimethicone, Cetyl Peg/ppg-10/1 Dimethicone, Peg-20, Hdi/trimethylol Hexyllactone Crosspolymer, Glycerin, Silica, Alumina, Aluminum Hydroxide, Magnesium Sulfate, Disodium Stearoyl Glutamate, Disteardimonium Hectorite, Polyglyceryl-4 Isostearate, Acrylates Copolymer, Tocopherol, Methylparaben, Phenoxyethanol, Butylparaben. May Contain: Titanium Dioxide; Iron Oxides.

Pelo que percebi pelo site oficial da Lancôme, as bases mais claras têm uma lista de ingredientes um pouco diferente das bases mais escuras. A composição da lista acima corresponde às bases mais escuras.

Efeitos positivos e negativos de alguns ingredientes:
Como já foi referido mais acima, o Octinoxate oferece protecção solar mas pode ter um impacto negativo na saúde humana, particularmente no sistema endócrino e na função da tiróide. O Alcohol denat apesar de ajudar a diluir os óleos, pode causar desidratação à pele dependendo dos restantes ingredientes usados no produto.
Os ingredientes como Methylparaben Butylparaben são conservantes, mas podem ser cancerígenos e ligados à formação de tumores. Como são usados em pequenas quantidades não se tornam relevantes para o impacto na saúde humana (No entanto, se usares vários cosméticos que possuem estes ingredientes já se pode tornar num risco..).
Alguns silicones como por exemplo o Peg-10 Dimethicone, podem entupir os poros e dificultar a transpiração e a eliminação de toxinas pela pele.
O Titanium Dioxide em cremes e protectores solares não apresenta riscos à saúde humana, mas quando usado em pós pode ser cancerígeno devido à inalação, segundo alguns estudos realizados (ler mais aqui neste artigo).

Revlon Colorstay Combination/Oily:
O que promete:
A base Revlon Colorstay Combination/Oily é leve e deixa uma sensação confortável. É especialmente designada para a pele mista/oleosa, atribuindo-lhe um look natural sem brilho. Tem uma cobertura média/alta, protecção solar SPF 15 e dura até 24h.

A verdade: 
Adoro, adoroo e adorooo esta base!
Foi a primeira base que comecei a usar, já a uso desde 2011, e talvez seja uma das melhores que já usei... não diria a melhor porque também adoro o efeito que a Lancôme Teint Miracle dá à minha pele, todo aquele glow com um look natural é quase incansável por outras bases... Mas também não posso comparar as duas porque têm características muito diferentes, a Revlon Colorstay é designada para peles oleosas prometendo oferecer um efeito matte, portanto nunca poderia esperar brilho neste tipo de base.
E a Revlon realmente não mente quando diz que combate a oleosidade durante 24h! Quando uso esta base, a maquilhagem fica perfeita TODO O DIA! I'm not lying, people! Nem um pouco de oleosidade na zona T... váa excepto no Verão se estiver num daqueles dias mesmo quentes talvez esperes um bocado de oleosidade na zona do nariz.
Eu sei que isto pode parecer um bocado assustador, porque é suposto nós transpirarmos para liberarmos as toxinas... maaass eu odeio ter a pele oleosa quando uso makeup, especialmente na zona do nariz. Não é suposto a pele ficar oleosa quando nos maquilhamos senão a maquilhagem sai e transfere facilmente.
Não conseguirmos transpirar naturalmente é um dos efeitos negativos que a maquilhagem causa na nossa saúde, e é algo que temos que lidar se quisermos usar makeup. É claro que para podermos compensar este aspecto devemos tratar ainda mais da nossa pele do que se não usassemos maquilhagem.
Na minha pele a Revlon Colorstay proporciona uma cobertura média.
Outro ponto positivo é o facto de não transferir com tanta facilidade para a roupa ou para os dedos quando tocamos.
Já tinha feito uma review desta base em 2013 (podes ler aqui), porém a fórmula mudou... pessoalmente até prefiro o efeito que esta nova fórmula deixa na minha pele. O tom ficou mais parecido com o meu tom de pele, tem um tom mais "quente" que o antigo. Por vezes quando tirava fotos com flash com a base da antiga fórmula, a zona da testa ficava um bocado acinzentada e pouco natural. Com a nova Revlon isso já não acontece, dá um look mais natural... Às vezes as pessoas até me perguntam se estou ou não a usar base porque fica muito natural mesmo!
Outro aspecto positivo nesta nova fórmula é o facto de já vir com um aplicador pump e o cheiro já é mais agradável que o da antiga fórmula, mas é muito suave e quase imperceptível.
Esta base não me causa qualquer tipo de irritação nem acne, pelo contrário, a minha pele mantém-se sempre muito macia. No entanto, já ouvi relatos de ter causado certas irritações e vermelhidão em algumas pessoas.
Do lado negativo, diria que tem uma textura um pouco mais espessa e dá aspecto um bocado mais "pesado" comparativamente às bases da Lancôme, talvez por conter silicones em maior percentagem... Não é que eu sinta a cara coberta de makeup, nem ao final do dia sinto isso, acho que é muito confortável até, mas a primeira vez que experimentei a base Lancôme Teint Idole Ultra senti diferenças, a cara ficou muito mais "leve", nem parecia de todo que estava a usar base!

Sem base do lado esquerdo, com a base Revlon Colorstay Combo/Oily do lado direito

Foto com a base Revlon Colorstay Combo/Oily tirada sem flash do lado esquerdo, foto com a base Revlon Colorstay Combo/Oily tirada com flash do lado direito

Nota: O tom usado foi o Cappuccino

Ingredientes:


Efeitos positivos e negativos de alguns ingredientes:
Como ingredientes activos, a Revlon Colortsay usa o Titanium Dioxide e o Zinc Oxide que protegem contra os raios UV, normalmente encontrados também nos cremes protectores solares. O Titanium Dioxide em cremes e protectores solares não apresenta riscos à saúde humana, mas quando usado em pós pode ser cancerígeno devido à inalação, segundo alguns estudos realizados (ler mais aqui neste artigo).
Cyclopentasiloxane é um silicone usado como condicionador, lubrificante e solvente, ajudando a manter a hidratação na pele, bloqueando a perda de água. Quando usado na pele dá uma sensação macia e "escorregadia" ao toque, age como uma barreira protectora na pele, ajudando a disfarçar certas linhas ou rugas. Facilita o transporte de outros silicones mais pesados para a pele, ex.: Dimethicone. Não apresenta nenhum impacto negativo à saúde humana, mas pode apresentar para o meio ambiente. O facto de haver uma maior percentagem de Cyclopentasiloxane do que água nos ingredientes pode ser um pouco preocupante, porque dado que é um silicone e ajuda o transporte de silicones mais pesados para a pele pode levar ao entupimento dos poros, dificultando a eliminação de toxinas.
O Ethylhexyl Palmitate é um derivado do óleo de palma normalmente usado como substituição orgânica do silicone para ajustar a consistência do produto, porém pode causar alguma irritação ou alergias.
Alcohol denat apesar de ajudar a diluir os óleos e ser usado em pouca percentagem nesta base, pode causar desidratação à pele dependendo dos restantes ingredientes usados no produto.
Salicylic acid é um ingrediente geralmente usado nos tratamentos faciais para combate ao acne, contudo pode estar associado ao aumento da sensibilidade aos raios solares e a alguma irritação.

Curiosidade: Em 2014, a Revlon eliminou químicos tóxicos dos seus cosméticos, ler mais aqui neste artigo.


Comparação final entre as 3 bases:

Do lado esquerdo: Lancôme Teint Miracle... No meio: Lancôme Teint Idole Ultra... Do lado direito: Revlon Colorstay Combo/Oily

O aspecto mais positivo da Lancôme Teint Miracle é o brilho natural que dá, realçando as zonas da cara com maior luminosidade. Além disso proporciona suavidade e uniformidade à pele.
Por outro lado, a durabilidade é boa mas não é tão boa como a Revlon Colorstay e outro aspecto negativo é os ingredientes que inclui que não são de todo muito agradáveis. Por isso uso mais esta base quando tenho alguma saída, ou evento, ou pretendo tirar fotos (considero que seja a base que fica melhor nas fotos ou vídeos devido ao brilho dourado que dá à pele!).
Quanto à Lancôme Teint Idole Ultra 24h, considero como aspectos mais positivos o facto de ser super leve, quase não sinto que estou a usar base, deixa a aparência de pele de bebé, ficando macia e muito uniforme. No entanto, entre as três bases é aquela que me deixa a pele mais oleosa, não a considero de todo matte e tem a menor durabilidade! Além disso, poderia ver-se livre do Octinoxate na sua lista de ingredientes.
A Revlon Colorstay Combination/Oily, apesar de também não achar a sua lista de ingredientes um encanto, é a base que uso com mais frequência. Deixa a pele suave, macia, uniforme, com um look natural, matte sem oleosidade, não transfere, não me causa irritações nem acne e dura o dia todo.
Todas as bases oferecem uma protecção solar SPF 15. Mas esta protecção é insuficiente para o dia todo, por isso aconselho a usar outro protector solar em conjunto.

Onde comprar e Preços:

  • As bases da Lancôme podem ser encontradas em sites como a Lookfantastic ou a FeelUnique ou em lojas como a Douglas ou Sephora e podem custar entre 36€ a 60€.
  • A base Revlon Colorstay pode ser encontrada no eBay ou nestes pontos de venda em Lisboa ou no Porto e pode custar entre 13€ a 25€.








sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Afro tipo 4C mais maleável

Os cabelos naturais do tipo 4C são os mais difíceis de cuidar, não há como negar isso. São lindos, mas requerem hidratações constantes por terem fios extremamente secos!
Hidratar este tipo de cabelo pode não ser um processo simples, normalmente são bastante porosos e não absorvem a hidratação com facilidade.

Existe um texturizer da marca Curls & Naturals que permite deixar os cabelos crespos mais maleáveis, macios e com a habilidade de melhorar a absorção da hidratação!

Atenção, este texturizer NÃO alisa os fios! Vai unicamente abrir os coils, tornando-os caracóis mais abertos. Visualmente não deverás notar grandes diferenças, é mais ao toque que se notará...

E sim, para mal dos nossos pecados o texturizer contém químicos! Tem que ter, não é pessoal, senão não faria nada ao cabelo.
Agora surge aquela questão "Epah será que me devo meter nisto? É que os químicos fazem mal..."...
Aí é que não entendo quando as pessoas dizem isso... mas fazem mal ao quê? Ao cabelo? À saúde humana?..
Bem, vamos lá a ver.. o cabelo é constituído por células mortas, ou seja não existe o ser saudável nesse meio, existe sim um cabelo com aspecto "saudável" (visualmente bonito) que normalmente é um cabelo liso para alguns, encaracolado para outros, brilhante, hidratado, macio, mil e uma coisas que as pessoas definem ao seu gosto!
Um cabelo com químicos só cai ou fica com mau aspecto quando não é bem cuidado. Se decidirmos não cuidar do cabelo natural também não nos trará os benefícios que esperamos!
Os químicos se forem usados mais vezes que o recomendável é expectável que possam fazer mal à saúde humana, porém usados corretamente e apenas 1 ou 2 vezes por ano não dará tempo suficiente para trazer algum tipo de impacto ao nosso organismo. Não há nada devidamente documentado a comprovar o contrário.
Mais depressa fará mais mal o nosso tipo de alimentação, o Sol ou o ar que respiramos que este tipo de químicos que raramente estão em contacto com a nossa pele!

Não quero que sejas influenciado/a ou tentado/a a experimentar este texturizer se realmente não o queres!
Se o teu cabelo é do tipo 4C e não sentes que é assim muito difícil de cuidar, então não acho que este post seja para ti! É que há cabelos deste tipo que têm fios finos, são leves e por isso, por natureza não custam tanto a manusear.
Por outro lado, se realmente não aguentas mais ter o cabelo natural e até já pensaste em desistir e voltar a desfrisar, no entanto preferes o cabelo afro que liso, então dá uma hipótese a este texturizer.

A Blogger nigeriana Anomneze Chinelo (Pretty Mundne) experimentou este texturizer e amou os resultados! Clica aqui para leres a sua review.

Vantagens do Curls & Naturals Texturizer:
  • Não deixa o cabelo liso
  • Cabelo mais maleável
  • Cabelo mais macio
  • Cabelo mais solto
  • Os fios de cabelo absorvem melhor a hidratação
Desvantagens:
  • Contém químicos

Aplicação:
Para a primeira aplicação sugiro-te que recorras a um profissional. A cabeleireira Ritinha é muito experiente, eficiente e cuidadosa no que toca a aplicação de químicos no cabelo.
Podes consultar mais informações aqui sobre esta cabeleireira.
Nas aplicações seguintes podes fazer em casa, mas neste caso foca-te apenas em relaxar a raiz!

Frequência de aplicações:
Como este texturizer serve apenas como uma forma de ajuda para tornar o cabelo mais maleável e suave, aplicações com regularidade não serão necessárias, até porque a delimitação entre o texturizado e o natural não será notável. Diria que uma ou duas vezes por ano é o suficiente.




quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

As Tintas no Cabelo Africano

Já há muito que queria escrever um post sobre este tema, maaasss... há tanta coisa para falar que nem faço ideia por onde começar...e sendo sincera, tive uma certa preguiça de escrevê-lo...
Quando tenho ideia de escrever um post gosto de explicar ao pormenor para deixar toda a gente esclarecida, e se não o puder fazer dessa forma, simplesmente não o começo.
Mas pronto, aqui está ele todo bonitinho. Peço-te que tenhas paciência para ler, porque apesar de ter ficado longo, vale a pena! Enjoy it! Heheh

Neste post passarei por explicar-te como as tintas funcionam, qual a ciência por detrás delas, que tipo de tinta deverás escolher e as consequências aderentes, etc.

Como as tintas agem no cabelo?
Para entenderes o que acontece primeiro precisas de conhecer a estrutura de um fio de cabelo e de que é composto. Cada fio de cabelo é constituído por 3 camadas:

Medula - É a parte central do fio. Há fios de cabelos que não possuem medula e isso não modifica em nada sua estrutura. O canal da medula pode estar vazio ou preenchido com queratina esponjosa.

Córtex - Envolve a medula e contém a maioria da pigmentação (melanina) que dá ao cabelo a sua cor.

Cutícula - É a camada de fora e é formada por muitas sobreposições de células mortas (como se fossem telhas num telhado). O seu objetivo é proteger as camadas interiores do fio. Quando essas células estão deitadas, a luz é reflectida e o cabelo fica mais brilhante. 

A imagem seguinte mostra como as tintas permanentes pintam o cabelo. Existem outros tipos de tintas e cada tipo age de forma diferente. Os outros tipos mostrarei mais à frente.
1. Abrir a cutícula - A sobreposição das células da cutícula precisam de ser levantadas para que a tinta possa chegar até ao córtex. A cutícula é aberta devido à presença de químicos alcalinos, normalmente é usado o amoníaco (ammonia).

2. Descolorar o cabelo - Para que a cor fixe no cabelo é usado o peróxido de hidrogénio (peroxide - água oxigenada) para descolorar o cabelo. O peróxido de hidrogénio reage com as moléculas de cor (melanina) já existentes no nosso cabelo deixando-as incolores. Às vezes este passo é feito separadamente quando se trata de um cabelo escuro.

3. Adicionar moléculas de tinta (dye precursor) - Através da abertura da cutícula são inseridas moléculas da cor da tinta para dentro do córtex

4. Reacção das moléculas para formar a cor - As moléculas de tinta reagem umas com as outras com a ajuda do peróxido de hidrogénio e o amoníaco para que se formem grandes moléculas. 

5. Fechar a cutícula - A cutícula é fechada com a ajuda de um condicionador ácido. (Lê mais aqui sobre o pH e produtos ácidos)

Resumindo este processo... pode-se dizer que pintar um fio de cabelo é como se agarrasses numa árvore de Natal, a virasses ao contrário para os ramos se abrirem, e depois enfiasses as bolas coloridas nas aberturas existentes. E voilà, tens um fio pintado!

Diferentes tipos de tintas
Existem diferentes tipos de tintas e nem todas elas agem da mesma forma nem possuem o mesmo tipo de ingredientes. Umas são mais prejudiciais que outras, no entanto podem ter uma maior durabilidade. 
Confere aqui ao pormenor...
Temporárias:
As tintas de cabelo temporárias não contêm amoníaco nem peróxido de hidrogénio, portanto as cutículas não são abertas. As moléculas de cor ficam depositadas em cima da cutícula, elas não conseguem penetrá-la por serem moléculas de grandes dimensões (maiores do que as moléculas das tintas semi-permanentes).
Este tipo de tinta é facilmente removida lavando o cabelo com shampoo 1 ou 2 vezes. 

Normalmente é usada para ocasiões especiais, festas, quando queres ter um look mais ousado e atrevido. 
Geralmente estas tintas são em forma de espuma, mousse, spray, gel ou líquido. 
Os outros tipos de tintas costumam ter uma cor aproximada à cor de um cabelo humano, no entanto estas tintas temporárias tipicamente vêm em cores nada naturais como azul, rosa, roxo, verde, lilás, dourado, prateado, etc.
Se o cabelo for poroso ou já tiver sido alterado quimicamente (desfrisado ou descolorado) a tinta adere melhor que um cabelo natural pouco poroso!
Algumas marcas de tintas temporárias não são muito eficazes para cabelos escuros.

Exemplos de algumas tintas temporárias: 
1. L'oréal Professionnel Hairchalk:
Onde comprar? Loja Online Fapex ou na LookFantastic ou no eBay
2. Clairol Professional Jazzing Temporary Hair Color:
Onde comprar? No eBay
3. Jerome Russell Hair Color Spray:
Onde comprar? No eBay
4. Rita Hazan Pop Color
5. Bumble and bumble’s Spraychalk:
Onde comprar? No eBay
6. L'Oreal Paris Magic Retouch Instant Root Concealer Spray:
Onde comprar? No Continente ou na loja online LookFantastic

Semi-Permanentes:
As tintas semi-permanentes contêm muito pouco ou mesmo nada de amoníaco e peróxido de hidrogénio. Portanto, apenas uma pequena percentagem de moléculas da tinta penetra as cutículas com a ajuda de algum peróxido de hidrogénio ou de algum químico similar.
Esta tinta sobrevive a 4-8 lavagens com shampoo. 
São as mais adequadas para quem tem um cabelo frágil, mais poroso ou com químicos (desfrisado ou pintado).
Contudo, não são muito eficazes para quem tem cabelos brancos!
A cor das tintas semi-permanenentes fixa facilmente em cabelos porosos ou com outros químicos, porém pode ter uma menor durabilidade para estes tipos.

Exemplos de algumas tintas semi-permanentes:

1. Dark and Lovely Reviving Semi-Permanent Hair Color (não tem amoníaco nem peróxido):
Onde comprar? Nas lojas de produtos africanos ou no eBay
2. Revlon Professional Nutri Color Creme (não tem amoníaco nem peróxido):
Onde comprar? Na loja online BeautyBay ou na LookFantastic
3. Manic Panic Semi-Permanent Color Cream (não tem amoníaco nem peróxido):
Onde comprar? Na loja online Fruugo ou na MyStyle
4. Ion Color Brilliance Brights Semi-Permanent Hair Color (não tem amoníaco nem peróxido):
Onde comprar? No eBay

Demi-Permanentes (Tonalizante):
As tintas demi-permanentes (ou tonalizantes) não contêm amoníaco, mas têm outros químicos menos fortes como substituição e têm uma baixa concentração de peróxido de hidrogénio.
As moléculas de cor são também depositadas no córtex de forma similar às tintas permanentes, mas a cor natural dos pigmentos já existentes no córtex (melanina) não é removida! Por isso, a tinta demi-permanente nunca conseguirá pintar o teu cabelo com um tom mais claro que a tua cor natural! Consegues apenas obter uma cor idêntica ou mais escura que o teu tom!
Para pintar o cabelo com uma demi-permanente e ficar com um tom mais claro que o teu é necessário descolorar primeiro!
As tintas demi-permanentes deixam um look mais natural, e portanto a diferença entre a cor da raiz e do comprimento não será tão contrastante e saliente. 
Este tipo de tintas permanece no cabelo entre 12-28 lavagens com shampoo. 
Esta é a melhor opção para quem tem o cabelo mais frágil e/ou quiser disfarçar os cabelos brancos e desfrutar de uma maior durabilidade.

Exemplos de algumas tintas demi-permanentes:

1. Shea Moisture Hair Color System
Onde comprar? Nas lojas de produtos africanos
2. Garnier Movida:
Onde comprar? No Continente
3. L'Oréal Casting Creme Gloss:
Onde comprar? No Continente
4. Just for Men Natural Hair Color:
Onde comprar? No Continente
5. Ion Color Brilliance Intensive Shine Demi Permanent Creme Hair Color:
Onde comprar? No eBay

Permanente:
As tintas permanentes contêm amoníaco e peróxido de hidrogénio e a sua forma de pintar é igual ao primeiro esquema que mostrei. 
Este tipo de tintas permanece nos fios de cabelo para sempre e não saem com lavagens com shampoo! Assim que pintas com tintas permanentes nas aplicações a seguir só deves voltar a pintar apenas a raiz!
Com as tintas permanentes é possível teres uma cor mais clara que a tua cor de cabelo normal. 
São as mais eficazes para disfarçar os cabelos brancos, porém são as que contêm mais químicos e as menos saudáveis!

Exemplos de algumas tintas permanentes:

1. Dark and Lovely Fade Resistant Rich Conditioning Color:
Onde comprar? Nas lojas de produtos africanos
2. Dark and Lovely Go Intense:
Onde comprar? Nas lojas de produtos africanos
3. L'Oreal Excellence Creme Hair Color:
Onde comprar? No Continente
4. Garnier Nutrisse Hair Color:
Onde comprar? No Continente
5. Garnier Belle Color:
Onde comprar? No Continente
6. Revlon ColorSilk:
Onde comprar? No Continente

Descoloração:
A descoloração é necessária quando temos um cabelo escuro e queremos pintá-lo com uma cor bem mais clara. 
O processo usualmente envolve a aplicação de uma solução de peróxido de hidrogénio (geralmente conhecido como água oxigenada). O peróxido de hidrogénio torna as moléculas de cor já existentes no nosso cabelo (melanina) em moléculas incolores. Este processo afecta a cutícula e pode fragilizar os fios de cabelo.

O que deves saber ANTES de pintar:
  • Se tens um cabelo muito escuro (castanho escuro ou quase preto) nunca conseguirás passá-lo para uma cor muito mais clara (tipo loiro) numa só aplicação sem o uso de um descolorante! Se quiseres ter um cabelo ruivo/vermelho sem descolorante serão necessárias várias aplicações e bastante paciência, porque poderás só ver os resultados passados meses ou mesmo anos de várias colorações! 
  • A descoloração é um processo extremamente perigoso! Pode causar queimaduras e irritações no couro cabeludo e desidratação e quebra dos fios.
  • O óleo de coco é o melhor amigo do teu cabelo no que toca à protecção numa descoloração. Tudo o que tens que fazer é saturar o cabelo com óleo de coco na noite anterior, cobrir com uma touca de plástico e no dia a seguir fazer a descoloração ainda com o óleo de coco no cabelo. O cabelo ficará muito mais macio e saudável!
  • O cabelo africano possui dos fios mais frágeis de todos os tipos, principalmente os do tipo 4! São geralmente porosos, mais quebradiços e aguentam menos os químicos que por exemplo um cabelo tipo 1 ou 2. (Lê aqui o que são cabelos porosos.)
  • O amoníaco é normalmente pouco aconselhável nas tintas, porque apesar de aumentar a durabilidade da coloração, pode criar alergias, irritação, comichão no couro cabeludo e desidratar, desgastar os fios e torná-los ainda mais porosos. Um cabelo poroso não absorve bem a hidratação, e consequentemente fica seco!
  • Se optares por usar tintas com amoníaco e/ou descolorires deves apostar nas hidratações constantes! Faz tratamentos com máscaras hidratantes semanalmente e reconstrutoras quinzenalmente/mensalmente! Hidrata regularmente o comprimento do cabelo, especialmente as pontas, com cremes e óleos naturais. (Vê aqui como criar um regime semanal para o cabelo)
  • Uma semana ou duas antes e/ou depois da coloração deves fazer um tratamento com uma máscara reconstrutora (Ex.: Aphogee 2 Step; Joico K-Pak Reconstructor; Aphogee CurlificTexture Treatment). Nunca faças o tratamento reconstrutor logo após a coloração porque a cor pode desvanecer, espera sempre pelo menos uma semana!
  • Se o teu cabelo neste momento encontra-se danificado deves tratá-lo primeiro antes de te meteres numa experiência de coloração.
  • Se tens o cabelo desfrisado e pretendes pintar, espera 7-14 dias após o desfriso dependendo do tipo de tinta que tencionas usar. Nunca, mas nunca pintes o cabelo no mesmo dia do desfriso, o teu cabelo pode cair (I'm serious!!)!
  • Nunca desfrises um cabelo pintado. O ideal é pintar depois de desfrisar!
  • Se é a primeira vez que pintas o cabelo, aconselho-te a fazer apenas madeixas ou usar uma tinta demi-permanente ou semi-permanente para não te arrependeres futuramente. 
  • Se tens o cabelo desfrisado aconselho-te a evitar as tintas permanentes, estas são as que contêm mais quantidades de químicos e farão o teu cabelo ficar extremamente frágil, sensível e possivelmente quebradiço! Uma tinta demi-permanente ou mesmo até uma semi-permanente fixa bem no cabelo desfrisado por este já ser muito poroso.
  • Se pretendes pintar o cabelo com um tom mais claro, escolhe sempre 1 ou 2 tons mais claros que o tom que realmente queres! Dependendo de cabelo para cabelo, acabas sempre por ficar com um tom diferente do expectável.
  • Quando estiveres a comprar a tinta, compra sempre mais embalagens de tinta do que aquelas que achas suficientes. É sempre melhor ter mais do que ter menos... Ainda podes sujeitar-te a ficar com um cabelo metade de uma cor e metade de outra.
  • Tem atenção que se decidires pintar em casa, quando fores comprar a tinta, a cor que é mostrada na caixa pode não ser exatamente a cor com que o teu cabelo vai ficar! Cada cabelo é único e tem formas diferentes de absorver a mesma tinta.
  • Se é a tua primeira vez e queres experimentar tons bem claros, como o loiro, também é melhor ires a um cabeleireiro profissional!
  • 3 ou 4 dias antes de pintares faz um Hot Oil Treatment (tratamento com óleos quentes). Este tratamento consistem em aquecer um óleo natural em banho-maria, aplicar no cabelo, cobri-lo com uma touca de plástico e deixar actuar durante algumas horas. (Ex.: óleo de coco extra-virgem, óleo de amêndoas doces, etc.). A seguir podes lavar o cabelo normalmente.
  • Não laves o cabelo no dia anterior à coloração. O shampoo faz abrir as cutículas e os poros no couro cabeludo, ou seja, ficarás mais exposto(a) aos químicos da tinta e poderás ficar com alergias, irritações e com o cabelo mais poroso.
  • Antes de começares a pintar, faz um teste primeiro! Pinta uma pequena mecha de cabelo que esteja escondida para veres como a tinta reage no teu cabelo e couro cabeludo... se não tiveres alergias e ficar a cor que gostas, estás safo(a)!
  • Para que a tinta não manche a tua pele (testa, pescoço e orelhas) deves protegê-la com vaselina ou algum creme hidratante antes de começares a pintar. Calça umas luvas para proteger as mãos. E usa uma t-shirt ou toalha velha!
  • Curiosidade: Um cabelo pintado tende a aguentar melhor os penteados do que um cabelo virgem que nunca foi pintado.
  • Os tons de vermelho são os mais difíceis para fixar e tendem a desvanecer e desbotar rapidamente. Isto acontece porque as moléculas de cor vermelha são maiores e por isso são mais difíceis de penetrar nas cutículas.
  • O processo de coloração é um processo demorado, portanto não o inicies a horas tardias!
O que deves saber DEPOIS de pintar:
  • Depois de pintares deverás fazer alterações nos teus produtos de regime semanal. Estes terão que ser apropriados para um cabelo pintado! 
  • Após a coloração, espera pelo menos 48h para lavares o cabelo de forma a que a cor tenha tempo de se fixar perfeitamente nos fios.
  • Para que a coloração permaneça no cabelo, evita ao máximo lavagens com shampoo, sobretudo aqueles que contêm sulfato!
  • Os condicionadores feitos à base de Óleo de Monoi Taitiano ou Óleo de Ojon ajudam o cabelo a não desbotar a tinta. 
  • Um truque para que a cor de cabelo se mantenha durante mais tempo e não desbote é lavar o cabelo com água fria ou morna quase fria.
  • Para que a cor dure mais tempo faz ACV rinses (lavagem com vinagre de maçã) uma vez por mês. (Vê aqui como se faz)
  • Não faças Hot Oil Treatments (tratamentos com óleos quentes) durante as 3 semanas após a coloração.
  • Evita usar azeite extra-virgem. É conhecido por remover a coloração, principalmente em tintas semi e demi-permanentes de tons vermelhos. Dá preferência a óleos como: o óleo de jojoba, óleo de argan, ou óleo de coco extra-virgem.
  • Não pintes o cabelo demasiadas vezes. Espera cerca de 6-8 semanas para pintares novamente!
  • Quando retocares a cor e decidires usar uma tinta permanente, aplica-a apenas na raiz pleaseeee! No resto do comprimento opta por usar uma tinta demi-permanente (tonalizante) ou semi-permanente só se for mesmo, mesmooo necessário.
  • Se o teu cabelo ficou danificado devido aos químicos da tinta, a máscara Aphogee Two-Step Protein Treatment ajuda a reconstruir, fortalecer e parar a queda e quebra dos fios. 
  • Nunca entres numa piscina com cloro depois de teres pintado o cabelo de loiro ou vermelho. O cloro pode tornar o teu cabelo loiro em verde, muita atenção!! O aconselhável é ir à piscina 2 ou 3 semanas após a coloração e antes de entrar ensopar primeiro o cabelo com água do chuveiro.
  • Evita ao máximo o Sol e o calor num cabelo pintado e usa produtos que protejam destes factores.
Como cuidar de um cabelo pintado?
1. Escolhe os melhores produtos para o cabelo pintado.
Quando pintas o cabelo deves passar a usar produtos que protejam a cor para que permaneça intacta durante mais tempo. Muitas marcas de produtos têm linhas próprias para o cabelo pintado, porém não te deixes enganar por todas elas, muitas vezes é pura propaganda e até os produtos de outras linhas da marca protegem melhor a cor que a linha produzida dedicada ao cabelo pintado! Tens aqui um exemplo neste artigo.

2. Dá preferência a shampoos sem sulfatos. 
Quando procurares um shampoo para o cabelo pintado, a primeira coisa que deves verificar é a lista de ingredientes! Se esse shampoo tiver algum destes ingredientes: Sodium Lauryl Sulfate ; ou Ammonium Lauryl Sulfate ; ou TEA-dodecylbenzenesulfonate ; ou C14-16 olefin sulfonate, então não compres! Mesmo que na embalagem diga que é para cabelos pintados, não te fies! Estes ingredientes vão ajudar a remover a coloração do teu cabelo.
Podes até comprar um shampoo que não diga que é para cabelos pintados, desde que não contenha Sulfatos, vai resultar bem!
Exemplos de bons shampoos:
Mizani Supreme Oil Shampoo ;
Joico Color Endure Violet Sulfate-Free Shampoo (para cabelos pintados de loiro) ;
- Shea Moisture Superfruit Complex Shampoo
L'Oréal Paris EverPure Sulfate-Free Color Care System Moisture Shampoo ;
Moroccanoil Moisture Repair Shampoo (repara o cabelo danificado pelos químicos da coloração) ;
Pureology Hydrate Shampoo ;
Nature's Gate Herbal Daily Cleansing Shampoo (shampoo vegano)

3. Faz mais Co-wash do que lavar com shampoo.
Co-wash é o acto de lavar o cabelo somente com condicionador.
Os shampoos tendem a ressequir o cabelo e a remover rapidamente a coloração, até mesmo os que não tenham sulfatos. O ideal mesmo é não usar shampoo, vais ver a tua cor a durar infinitamente, trust me!
O aconselhável é fazer Co-wash uma vez por semana ou duas vezes por semana caso não aguentes muito tempo sem lavar o cabelo.
Exemplos de bons condicionadores:
Pureology Hydrate Conditioner ;
- Shea Moisture Superfruit Complex Conditioner ;
- Shea Moisture Superfruit Multi-Vitamin Conditioning Wash ;
Carol's Daughter Monoi Repairing Conditioner (contém Óleo de Monoi Taitiano) ;
Ojon Damage Reverse Restorative Conditioner ;
Mizani Supreme Oil Conditioner ;
Herbal Essences Shimmering Colour Conditioner ;
- Tresemmé Cor Revitalizante Condicionador ;
Joico Color Endure Violet Sulfate-Free Conditioner (para cabelos pintados de loiro) ;
L'Oréal Paris EverPure Sulfate-Free Color Care System Moisture Conditioner ;

4. Os tratamentos com máscaras são extremamente importantes.
Sempre que lavares o cabelo com shampoo deves logo a seguir fazer um tratamento com uma máscara.
Os químicos das tintas quebram as ligações de moléculas de queratina dos fios, por isso deves fazer tratamentos com máscaras reconstrutores para voltar a ligar as moléculas! O cabelo assim vai ficar mais forte, cheio e não irás sofrer de queda ou quebra por consequência dos químicos.
No entanto, o cabelo satura-se rápido da reconstrução e pode começar a ficar rijo, pouco elástico e quebradiço devido às elevadas proteínas da máscara reconstrutora. Portanto, sempre a seguir à reconstrução deves usar uma máscara hidratante/nutritiva para que fique hidratado, macio, maleável, brilhante e elástico.
A reconstrução e a hidratação complementam-se as duas, não vivem uma sem a outra! Os níveis das duas precisam de estar equilibrados para que o cabelo se mantenha saudável!
Os tratamentos com máscaras devem ser feitos pelo menos uma vez por semana.
Se ficaste confuso(a) lê mais aqui sobre este tema.
Exemplos de máscaras:
Shea Moisture Superfruit Complex Masque (máscara hidratante/nutritiva)
- Aphogee Keratin 2 Minute Reconstructor (máscara reconstrutora)
- Aphogee Two-Step Protein (máscara reconstrutora para cabelos muito danificados pelos químicos da tinta)

5. Nunca laves o cabelo com água muito quente.
A água quente abre a cutícula dos fios, ou seja, isto faz com que as moléculas de cor rapidamente escapem do córtex, resultando num desvanecimento da cor.
Além disso, a água quente deixa o cabelo seco e frisado.
Dica: Durante cerca de 1 min. deixa a água escorrer no cabelo sem que toques nele. Isto vai amolecê-lo e torná-lo mais fácil de depois lavar com shampoo.

6. Protege o cabelo do calor e do Sol.
O calor e o Sol destroem a coloração do cabelo, por isso certifica-te que usas leave-ins ou outros produtos que tenham SPF ou proteção UV.
Exemplos de alguns produtos:
Kérastase Chroma Thermique (Leave-in);
Shea Moisture Superfruit Multi-Vitamin Leave-in or Rinse-Out Conditioner (Leave-in/Condicionador);
- Shea Moisture Superfruit Multi-Vitamin Frizz-Taming Smoothie (Ativador de caracóis);
Ouidad Sun Shield Sun & Sport Leave-In Spray (Leave-in) ;
- Redken UV Rescue Daily Sun Milk Leave-In Protective Moisturizer (Leave-in) ;
Aveda Sun Care Protective Hair Veil (Spray protector do Sol);
Phyto Phytoplage Protective Sun Veil (Spray protector do Sol e do sal do mar);
Phyto Phytoplage Sun Oil (Spray protector do Sol e do cloro das piscinas).

Existe alguma maneira de pintar o cabelo de forma natural?
Sim, existe. A forma mais natural e eficaz de pintar o cabelo é com Henna!
Henna é uma planta (Lawsonia inermis) e as folhas dessa planta possuem uma molécula de tinta de cor vermelha-alaranjada. O pó extraído dessas folhas é que é usado para pintar o cabelo. 
A Henna pinta naturalmente o cabelo com tons de vermelho ou ruivo.
(Para pintar o cabelo de loiro existe a Cassia e de preto o Indigo que também são pós extraídos de plantas.)

Eu já tinha feito um post sobre a Henna há uns dois anos atrás, mas entretanto eliminei-o porque queria reestruturá-lo e acrescentar mais informações...o que é certo é que passou tanto tempo e nunca mais... Eu sei, eu sei, tenho andado mesmo preguiçosaaa! Mas olha o post já foi lançado e podes clicar aqui para consultar tudooo sobre a Henna, não te vais arrepender, I promise! :)

Mensagens antigas Página inicial